Santiago Sul: 28 enfermeiros concluem formação teórico-prática em inserção e remoção de Dispositivo Intra-uterino (DIU)

Cidade da Praia, 30 Mai (Inforpress) – Vinte e oito enfermeiros da região sul concluíram hoje formação teórico-prática em inserção/remoção de Dispositivo Intra-uterino (DIU) e implante, promovida pela Direcção Nacional da Saúde (DNS), em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a População (FNUAP).

A formação, que aconteceu durante dois dias, na Cidade da Praia, teve como objectivo reforçar as competências práticas e teóricas aos técnicos de saúde para posterior divulgação deste método contraceptivo de longa duração nos respectivos concelhos ou ilhas.

Em declarações à Inforpress, a directora do serviço de atenção integrada da saúde de criança, adolescentes mulheres e homens da DNS, Yorlegdes Rosabal, sublinhou que os formandos vão ser interloculocutores junto das suas comunidades para garantir a aceitabilidade deste método junto da população feminina.

A responsável considerou que a utilização pode ser uma vantagem, por ser mais económica, tanto para as mulheres como para o país, uma vez que não acarretam grandes custos e que, sendo de longa duração (10 anos), ajuda no planeamento familiar.

A responsável sugeriu, por isso, um trabalho de desmistificação de uma série de preconceitos e tabus que existem sobre o uso do método contraceptivo, considerando que há a necessidade de uma maior divulgação deste método.

“Muitas mulheres conhecem, mas têm medo pelo que ouvem, mas isso é normal , por que cada método reage em cada mulher de maneira diferente”, explicou Yorlegdes Rosabal, reforçando que é preciso mais informação de sensibilização.

O Dispositivo Intra-uterino (DIU) é um pequeno dispositivo contraceptivo em forma de T que é colocado no útero de uma mulher para prevenir uma gravidez. Os DIU são um método contraceptivo reversível e de longa duração.

OM/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos