União Europeia disponibiliza 55 mil contos para actualização cartográfica e pré-recenseamento  

Cidade da Praia, 23 Mai (Inforpress) – Cerca de 55 mil contos é o montante que a União Europeia (UE) disponibilizou ao Instituto Nacional de Estatística (INE) para os trabalhos de actualização cartográfica e pré-recenseamento, avançou hoje o presidente do INE, Osvaldo Borges.

O responsável do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) falava à imprensa momentos antes de presidir a cerimónia de lançamento oficial da subvenção da UE e do encerramento da formação dos agentes cartógrafos que vão participar no processo de georreferenciação e caracterização do recenseamento.

“Verificamos que há aspectos que devem ser muito bem concretizados, e um a das prioridades do país é o recenseamento geral da população. Nessa primeira fase tivemos o apoio da União Europeia com o montante de 500 mil euros para os trabalhos de Actualização Cartográfica e Pré-recenseamento”, revelou, indicando que nessa fase vai ser feita a georreferenciação de todos equipamentos colectivos públicos e privados existentes em Cabo Verde.

Segundo Osvaldo Borges, este processo vai fazer o inventário e caracterização de todos os edifícios e alojamentos do país, garantir o dimensionamento do suporte logístico em recursos humanos necessários para o Recenseamento Geral da População e Habitação (RGPH) 2020.

“Esta informação é muito importante porque nos permite redesenhar todo o projecto e tipos de recenseamento com informações sobre os agentes, equipamentos e estruturas necessárias para montar o RGPH no próximo ano.

O presidente do INE explicou que o projecto está orçado em 656 mil contos e divido em três fases, nomeadamente actualização cartográfica e pré-recenseamento, que inclui o censo piloto, recolha principal, que contempla o inquérito pós-censitário, e a análise e divulgação dos resultados.

A  embaixadora da União Europeia em Cabo Verde, Sofia Moreira de Sousa, por seu lado, revelou que este projecto tem a duração de 18 meses e visa reforçar a capacidade institucional e demonstrar a importância de trabalho desenvolvido pelo INE.

“Nós já tínhamos concordado que era este montante que a União Europeia ia disponibilizar, através do apoio institucional directo ao INE, concordando ambas as partes na importância do instituto e do trabalho que tem vindo a fazer”, disse a responsável, que considerou que a instituição cabo-verdiana tem feito um “excelente trabalho” com a disponibilização dos dados que, no seu entender, tem contribuído para a formulação e implementação de políticas nacionais.

Recentemente, a Cooperação Espanhola concedeu ao INE uma subvenção no valor de 350 mil euros, por um período de três anos, para montagem do gabinete do censo e do manual da actualização cartográfica e pré-recenseamento.

A margem, aconteceu a cerimónia de encerramento da formação dos 86 agentes cartográficos para actualização cartográfica e pré-recenseamento.

AV/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos