União dos Sindicatos de São Vicente diz que impacto do aumento do preço da electricidade será “enorme” na ilha

Mindelo, 13 Set (Inforpress) – O presidente da União dos Sindicatos de São Vicente (USSV) disse hoje, no Mindelo, que o impacto do aumento do preço da electricidade “será enorme” na ilha, “a braços” com o problema do desemprego e da pobreza.

Tomás de Aquino, que falava em conferência de imprensa, lembrou que São Vicente é uma ilha em que, para além da indústria, os sectores de serviço, turismo e cultura têm um “peso significativo”, daí as consequências desse aumento.

“A União dos Sindicatos de São Vicente vem publicamente condenar e repudiar veementemente o aumento brutal do preço da electricidade anunciado ao País, o qual chega a atingir os 37%”, denunciou o presidente da USSV, membro da Plataforma Sindical – Unir e Resgatar a UNTC-CS.

Tomás de Aquino relembrou que desde 2011 os salários na Administração Pública encontram-se “congelados” e que durante esse tempo os trabalhadores cabo-verdianos “perderam mais de 10%” do seu poder de compra.

Assim, a USSV informou que subscreve “na íntegra” a posição assumida pela Plataforma Sindical – Unir e Resgatar a UNTC-CS, que aponta para a “suspensão imediata” dessa medida e, a manter-se, seja declarado “o fim imediato” do lay-off, e ainda aumento salarial geral, com vista a fazer face a esse “aumento brutal” do preço da electricidade.

“A União dos Sindicatos de São Vicente manifesta, desde já, a sua total abertura e disponibilidade para, caso venha a ser necessário, se juntar a outros sindicatos com a vista a preparem em conjunto as formas de luta que tal situação impuser”, finalizou Tomás de Aquino.

AA/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos