Tudo pronto para o arranque da 64ª reunião da Comissão Regional da OMT – organização

Santa Maria, 01 Set (Inforpress) – A Comissão Nacional organizadora da 64ª reunião da Comissão Regional da OMT e do II Fórum Global sobre Investimento Turismo em África, garantiu hoje que está tudo pronto para o arranque esta quinta-feira, desses eventos na ilha do Sal.

Em declarações à imprensa, Pedro Moreira, presidente da Comissão, adiantou que apesar de alguns problemas com as ligações entre Cabo Verde e o continente africano esses dois eventos, promovidos pela Organização Mundial do Turismo (OMT) e pelo Governo de Cabo Verde, estão a ter “muito boa adesão”.

“Como sabem temos algum problema com as ligações para Cabo Verde, um problema estrutural. Mas até ontem tínhamos mais de 20 ministros e chefes de delegações confirmados e temos uma grande adesão ao fórum, nomeadamente da parte dos nacionais, superando as nossas expectativas”, disse.

Inicialmente estava prevista a presença de cerca de duas centenas de participantes, entre ministros do turismo do continente africano, investidores, representantes de instituições financeiras internacionais, altos dirigentes e especialistas de sectores público e privado e demais ‘stakeholders’ do turismo.

Pedro Moreira adiantou que este número já foi superado, e ainda na manhã desta quarta-feira, haviam pessoas a querer inscrever-se para participar no fórum, que terá lugar nos dias 03 e 04.

“Há muita adesão da parte dos nacionais. Muitas pessoas não se inscreveram a tempo e estão a pedir a inscrição agora. No entanto, há a limitação das salas. Com as limitações da covid-19 a sala só pode receber 150 pessoas, mas já abrimos mais uma sala para mais 50 pessoas e se continuarem a insistir vamos ter que pedir desculpas e pedir às pessoas que assistam ‘online’, adiantou.

O Governo quer que a 64ª reunião da Comissão Regional da OMT em África (CAF) e o Fórum Mundial sobre Investimento Turístico em África, marquem “simbolicamente” a retoma do turismo em Cabo Verde.

O ministro do Turismo e Transportes, Carlos Santos, indicou que esses dois eventos, de importância política e económica, vão ser aproveitados para mandar uma mensagem ao mundo, de que Cabo Verde está preparado para receber turistas de forma segura.

“No que se respeita ao primeiro evento é um evento que reúne ministro do turismo de África. Estamos a contar com cerca de duas dezenas de ministros, nessa fase que ainda temos algumas limitações devido à situação da covid-19. É um evento que normalmente reúne os ministros africanos para tomada de decisões sobre a estratégia dos grupos dos países dentro da OMT”, explicou.

Da agenda de trabalhos constam a realização de dois workshops, sendo o primeiro subordinado ao tema: ‘Inovação e marketing digital – motores de inovação e de análise para acelerar o crescimento do turismo’.

Esta primeira oficina de capacitação irá fornecer aos participantes um quadro de transformação abrangendo metodologias de ‘design thinking’, como forma de reconstruir e repensar o ecossistema do turismo de Cabo Verde, a organização da sua cadeia de valor para melhor responder à nova realidade provocada pela pandemia de covid-19 e, impulsionar a criação de emprego e a recuperação económica.

O segundo workshop, com o tema “Prontidão do investimento das empresas africanas” pretende fornecer as bases para a facilitação do investimento privado através da acção governamental, como também, um quadro abrangente e ferramentas para que os empresários e proprietários de negócios de Cabo Verde aumentem a sua capacidade de se prepararem para atrair financiamento de investidores estrangeiros para o crescimento dos seus negócios e geração de receitas qualificadas e sustentáveis.

MJB/CP

Inforpress/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos