Técnicos concluem formação de formadores na modalidade de atletismo para crianças

Cidade da Praia, 08 Nov (Inforpress) – Onze técnicos concluíram hoje o terceiro dia da formação de formadores ministrada pela Federação Internacional de Atletismo, com objectivo de capacitar e dotar os formandos de ferramentas avançadas para o programa “kids atletics”.

Daniel Leandro, formador, avançou à imprensa durante a última sessão, que decorre até às 17:00, no Estádio Nacional, na Cidade da Praia, que a versão 2.0 do programa passa pela qualificação dos técnicos com o propósito de ajudar na implementação do projecto.

Trata-se, no seu entender, de um programa de “extrema importância” uma vez que permite desenvolver a modalidade e as competências das crianças, na possibilidade de num futuro próximo “ter atletas mais qualificados e com resultados desportivos”.

“Esta aposta nas crianças faz todo sentido, queremos desmistificar esta imagem de que o atletismo é só correr. A criança quando vem ao estádio praticar o atletismo através de ‘kids atletics’, percebe que pode jogar, correr, saltar, lançar” explicou, indicando que Cabo Verde conta com 48 técnicos formados nos últimos dez anos.

Segundo o formador, este modelo está inserido no grau 1 dos treinadores, optando-se por criar um primeiro patamar dos monitores para que no final da formação, sublinhou, as crianças tenham o primeiro contacto com o atletismo de forma “divertida, simples e atrativa”.

Glenda Araújo, uma das formandas, garantiu que, até agora, o curso tem correspondido às expectativas do grupo e que o projecto permite também trabalhar com crianças com necessidades especiais.

“kids atletics é um programa que vem sendo desenvolvido pela Federação Internacional de Atletismo desde 2002, e, em Cabo Verde, até agora, tinha somente um formador, agora passa para cinco pessoas, o que é “muito bom”, porque vai expandir e manter vivo o projecto, ressaltou.

Para o atleta da ilha de Santo Antão, vencedor de diversas competições da modalidade, Eliseu Fortes, também formando, este é “o caminho certo” para desenvolver o desporto a nível nacional, mas, entretanto, pediu a alocação de mais recursos para o atletismo.

“Não podemos estar a falar aqui da melhoria da modalidade se não tivermos apoio financeiros e material” apontou, realçando que a partir desta formação, é possível dar um salto qualitativo na modalidade que vai permitir trabalhar com crianças dos 04 aos 14 anos.

A formação “kids athletics” foi promovida pela Federação Cabo-verdiana de Atletismo (FCA) em parceria com o Centro de Desenvolvimento do Atletismo Africano de Dakar.

A formação, que se iniciou na segunda-feira, 06, no Estádio Nacional, com uma duração de três dias, conta com aulas teóricas e práticas ministradas conforme o novo manual do “kids athletics”.

LT/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos