Tarrafal: Autarca diz que governação do MpD tem dado resultados e contribuído na melhoria de condições de vida das pessoas (c/áudio)

Tarrafal, 11 Dez (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal do Tarrafal afirmou que a governação do Movimento para a Democracia (MpD) nesse município do interior de Santiago tem dado resultados e contribuído para melhoria significativa das condições de vida das pessoas.

José Nunes Soares reagia assim às declarações proferidas pelo primeiro secretário do sector do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), José dos Reis, que afirmou, esta segunda-feira, que Tarrafal tem sido vítima do MpD e da sua “má governação” há cerca de 28 anos.

Aquele responsável falava em conferência de imprensa em Assomada, Santa Catarina, para fazer um pronunciamento público sobre o funcionamento político e organizacional daquele município, bem como o ambiente político no seio do MpD (partido que sustenta a câmara), tendo por base as últimas declarações do seu coordenador no Tarrafal, José Soares, em que este, segundo o PAICV, reconheceu o “marasmo por que passa o concelho”.

O autarca tarrafalense que durante a conferência de imprensa nem sequer mencionou as declarações e o nome do líder do MpD no Tarrafal e deputado da Nação [José Soares], disse que as críticas do PAICV à sua equipa devem-se ao facto de haver um desejo deste partido da oposição em ver mal em tudo e por uma “ganância desmedida de assalto ao poder” por parte do mesmo.

É que, segundo a mesma fonte, pelo facto de José dos Reis ser um aspirante ao poder, ele aproveita de qualquer oportunidade para mostrar serviço ao partido.

“Há uma tentativa de acusar o MpD pela gestão no Tarrafal, mas há de ter em conta que o MpD nunca assaltou o poder, porque sempre teve a confiança da população, confiança que nunca teve o PAICV, porque a população sabe que o PAICV não respira confiança”, exteriorizou o edil tarrafalense.

“É do interior do PAICV que surgem críticas entre camaradas, e acusam colegas de atitudes ditatoriais como aqueles recentemente ouvidos pelos candidatos à liderança do partido”, lembrou.

Entretanto, durante a conferência de imprensa, José Nunes Soares destacou ganhos da governação do MpD que, conforme lembrou, se tivesse o Governo do PAICV colaborado com a Câmara Municipal do Tarrafal durante os 15 anos que esteve no poder, disse acreditar que Tarrafal estaria, seguramente, num outro patamar de desenvolvimento.

De entre os ganhos apontou o desencravamento de zonas de difícil acesso, construção de estradas, melhoramento de abastecimento de água e energia, casas reabilitadas com casas de banho funcionais, distribuição de rendimento social de inclusão, cadastro social com benefícios nas tarifas de água e energia, formação técnico-profissional, formação superior, distribuição de kits de emprego com jovens a criarem o seu próprio emprego para jovens colegas.

A Loja Social, o Centro Graciosa, a entrega de mais um autocarro (esta quarta-feira) e uma ambulância são outros ganhos apontados.

Na ocasião, revelou que os dados estatísticos em matéria de pobreza colocam Tarrafal em sexto lugar depois dos municípios como Boa Vista, Sal, São Vicente, Praia e Maio.

Ou seja, explicou que nesse quesito Tarrafal deixou de estar na cauda do ‘ranking’, tudo isso, assegurou, deve-se aos investimentos que as sucessivas câmaras municipais suportadas pelo MpD têm vindo a fazer nesse município do interior de Santiago.

“E o nosso foco continua a ser Tarrafal e as suas gentes, continuar a trabalhar para mudarmos o paradigma e o futuro já é hoje”, comprometeu-se.

Arranque do investimento do Oásis, conclusão das obras do Pavilhão desportivo municipal, arranque das obras da estrada de Fazenda, requalificação de Coche Bicho, urbanização em Ponta de Atum numa parceria câmara municipal e Imobiliária, Fundiária e Habitat (IFH), a construção da rua pedonal, obras da orla marítima, indicou o executivo camarário como sendo obras em curso e em fase de conclusão.

Para 2020 destacou a criação da Polícia Municipal, que, aliás, lembrou, consta do plano de actividades para 2020 e centro de formação profissional como sendo desafios, que, no entanto, disse acreditar que seguramente serão vencidos em parceria com o Governo.

Em relação à questão da gestão danosa, informou que as contas da câmara que lidera sempre foram inspeccionadas e julgadas, tendo assegurado que as de 2010 a 2013 já foram julgadas pelo Tribunal de Contas.

O presidente da câmara tarrafalense lembrou ainda que o Ministério das Finanças, a pedido da autarquia, realizou uma auditoria interna no período 2014 a 2017, tendo este emitido um parecer sobre o saneamento financeiro do município.

“Contrariamente às figuras destacadas do PAICV no Tarrafal que estão envolvidas na gestão danosa do Fundo do Ambiente, dissemos e afirmamos que o nosso compromisso é com Tarrafal, continuar a trabalhar para o bem-estar para o crescimento e do desenvolvimento deste município. Outros interesses não nos movem e é para isso que apresentamos ao eleitorado a plataforma eleitoral e cá estamos para cumprir o prometido”, conclui José Soares.

FM/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos