Sindprof lança campanha contra uso de armas nas escolas de Cabo Verde

Cidade da Praia, 13 Out (Inforpress) – O Sindicato Democrático dos Professores (Sindprof), preocupado com a segurança nas escolas do País, lançou hoje a campanha de sensibilização “Eu armo-me de livros e cadernos para me livrar das armas” contra o uso de armas nas escolas.

A referida campanha, segundo uma comunicação daquele sindicato, irá decorrer nas redes sociais durante os meses de Outubro e Novembro e contará com mensagens pedagógicas de professores, passatempos, oficinas de incentivo à leitura, declamação de poesias por parte de alunos, dentre outros.

“Portanto, o objectivo é apelar e sensibilizar aos alunos para a importância de não levarem nenhuma arma para a escola, porque existem outras armas mais poderosas como a inteligência, a criatividade e a convivência sadia entre os mesmos”, lê-se na mesma nota.

O Sindprof aproveitou ainda a comunicação para convidar a todos os professores, funcionários e pais encarregados de educação a entrarem nesta luta, para o bem da segurança de todos, afirmando que “hoje, mais que nunca, é preciso que as escolas se reinventem nas suas práticas de ensino”.

“Com a retirada das disciplinas de Formação Pessoal e Social e Educação para a Cidadania do currículo, é fundamental procurar alternativas para o ensino de temáticas relacionadas com a inteligência emocional, a criatividade e a inovação, a alimentação saudável, o pensamento empreendedor, o falar em público, a alimentação saudável, etc”, escreveu. 

GSF/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos