São Vicente: Utentes descontentes reclamam do novo sistema de marcações no Hospital Baptista de Sousa 

Mindelo, 01 Abr (Inforpress) – Os utentes do Hospital Baptista de Sousa (HBS), no Mindelo, mostram-se descontentes com o novo sistema de marcações, que consideram “só ter trazido problemas” e aumentado o tempo de espera “às vezes com mais de cinco horas”.

A nova organização reuniu, desde há alguns meses, as marcações de consultas, análises e outros exames, todos na Central de Consultas, medida que, segundo Filomena Silva, não tem servido aos utentes “e só trouxe problemas”.

“Então uma pessoa quer marcar uma consulta ou uma análise, vem às oito horas e só consegue despachar depois do meio-dia/treze horas, perdendo até um período do dia no trabalho, isto não faz sentido”, lançou esta cidadã, para quem a direcção do hospital precisa rever esta forma de trabalhar, que, ajuntou, “não serve” à realidade do país.

“Porque, é uma tremenda perda de tempo e que tem trazido muitos constrangimentos para os sanvicentinos, as pessoas acabam até por mandar bocas obscenas e até com confusões”, alertou.

Ricardino Coelho, também é da mesma opinião e considera que a orgânica do HBS está “bem pior” do que a anterior com as marcações feitas em sectores diferentes, que impedia “muita concentração” de pessoas à porta da Central de Consultas.

“As pessoas vêm para cá até com crianças e ficam horas e horas à espera para marcar uma consulta ou uma análise que depois espera-se mais de um mês para serem feitas”, disse o utente, realçando que se necessita reformular com urgência este sistema, para “melhor descongestionamento e mais rapidez”

Um outro utente, João Andrade, bem mais crítico, acredita que a situação está “montada e bem montada” para direcionar as pessoas ao privado.

“Ficamos aqui horas e horas à espera, desistimos e vamos para clínicas privadas que nos extorquem e depois o Governo vai buscar este dinheiro nas clínicas”, advogou este cidadão.

A Inforpress entrou em contacto com a presidente do conselho de administração do HBS, Ana Brito, para um posicionamento da parte da instituição de saúde, quem prometeu reagir nesta terça-feira.

LN/FP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos