São Vicente: Sindicato e empresa ICCO sem acordo – cerca de 200 operárias em greve

Mindelo, 21 Mai (Inforpress) – Cerca de duas centenas de operárias da Indústria de Componentes de Calçado Ortopédico (ICCO), em São Vicente, iniciaram na manhã de hoje uma greve de 48 horas por não concordarem com o aumento salarial em vigor na fábrica.

O sindicato e a direcção da empresa não chegaram a acordo em dois encontros mediados pela Direcção Regional do Trabalho sobre as melhorias salariais exigidos pelas operárias, que, para o sindicalista e coordenador local do Sindicato de Indústria, Agricultura, Comércio e Serviços Afins (SIACSA), Jairson d’Aguiar, têm em vista um “aumento salarial digno”, subsídio de produção e apoio no transporte.

“A empresa disse-nos que estava a fazer um estudo para atribuir ao pessoal um salário melhorado, mas depois decidiu por um aumento de valores que vão de 30 escudos a 100 escudos, que desagradou os trabalhadores”, declarou o sindicalista, que vê nesta “decisão unilateral” uma postura de “intransigência” da direcção da ICCO.

A greve é de dois dias, mas as operárias dizem-se disposta a regressar a nova paralisação, no mês de Junho, se as suas reivindicações não forem atendidas.

A direcção da empresa não prestou declarações à imprensa.

AA/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos