São Vicente: PN coloca 230 efectivos na Operação Natal e Fim de ano e garante que vai aplicar a lei do álcool (c/áudio)

Mindelo, 18 Dez (Inforpress) – A Polícia Nacional em São Vicente destacou 230 efectivos para a “Operação Natal e Fim de ano em Segurança” e prometeu fazer cumprir e aplicar a lei do álcool “lá onde for possível”, principalmente no dia de São Silvestre.

Em conferência de imprensa hoje, no Comando Regional de São Vicente, o comandante do Corpo de Intervenção e Piquete da Polícia Nacional (PN), Madelino Luz, disse que a “Operação Natal e Fim de ano em Segurança”, que arrancou no dia 16 de Dezembro, com uma operação stop que serviu de sensibilização dos condutores, decorre até o dia 5 de Janeiro, com todos os 230 efectivos e meios disponíveis.

Neste ano, assegurou Madelino Luz, depois da entrada em vigor da lei do álcool e do trabalho de sensibilização feita pela Polícia Nacional, a corporação vai “fazer de tudo” para que seja cumprida a lei que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas na via pública e aplicar a lei em caso de infracção, no de São Silvestre.

No entanto, o comandante do CI e Piquete reconhece que no Fim de Ano esta acção será mais difícil pela dimensão da festa em São Vicente.

“Há situações que temos maior ou menor dificuldade e estamos consciente de que pela movimentação e dimensão da passagem de ano será mais difícil actuar neste aspecto do que num dia normal. Mas, lá onde for possível, estaremos lá para cumprir e fazer cumprir aquilo que está estabelecido na lei,” assegurou.

O responsável explicou que, no quadro desta operação, a PN também vai fiscalizar as lojas no sentido de fazer cumprir a lei do álcool e prevenir a venda de brinquedos perigosos e que põem em risco a segurança das crianças, dias acções que a PN no Mindelo espera desenvolver, em parceria com a Inspecção-Geral das Actividades Económicas (IGAE).

Para além disso, informou que a Polícia Nacional pretende aumentar as operações de rusgas, buscas e fiscalizações, visando a redução da criminalidade, incrementar a sua visibilidade nos locais com “grande movimentação de pessoas e bens”, como paragens e meios de transporte públicos, zonas portuárias, aeroportos, e artérias propensas a ocorrências de furtos.

A PN local pretende ainda reforçar o policiamento nos estabelecimentos de diversão nocturna direccionado para o controlo de armas, poluição sonora, presença de menores e fazer cumprir o horário de funcionamento de acordo com a lei, controlar as zonas urbanas e identificar pessoas suspeitas para prevenir a criminalidade.

Segundo Madelino Luz, por ser uma época de “muita movimentação”, a PN apelou aos condutores a “evitar a condução sob o efeito do álcool, a cumprir as regas do trânsito e as normas do transporte de passageiros e de carga que não deve por em causa a segurança do veículo e os transeuntes.”

A Polícia Nacional pediu aos comerciantes “atenção redobrada” no momento do encerramento dos estabelecimentos comerciais e que “evitem deixar grandes quantias de dinheiro nas caixas”.

Às pessoas pediu que “evitem circular com objectos de valor ou com elevadas quantias de dinheiro”, aconselhando o uso de cartões multibanco ou da rede 24 e ainda que evitem circular em zonas pouco movimentadas e mal iluminadas.

CD/JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos