Ministério da Administração Interna vai investir 82 mil contos na actualização da tabela salarial da Polícia Nacional em 2024 (c/áudio)

Mindelo, 11 Nov (Inforpress) – O ministro da Administração Interna disse hoje, no Mindelo, que o Orçamento do Estado para 2024 prevê um investimento de 82 mil contos para concluir o processo de actualização da tabela salarial da Polícia Nacional (PN).

Segundo Paulo Rocha, que falava à imprensa à margem da 9ª Corrida de Proximidade da Polícia Nacional realizada hoje, no Mindelo, em 2024 o orçamento da Administração Interna estará centrado na “dignificação do pessoal”, no “reforço dos meios” e no “investimento forte na segurança”.

“Vamos concluir o processo de actualização da tabela salarial da PN que era um compromisso que vinha de há muito. Fizemo-lo em quatro etapas, primeiro fizemos um nivelamento salarial, depois fizemos a primeira fase, a segunda fase e agora é a terceira e última fase da implementação do estatuto remuneratório da PN”, elucidou o ministro.

Conforme o governante, haverá “uma aposta forte” nas promoções do pessoal para que possam fazer “250 promoções dentro daquilo que também é política de garantir que haja evolução na carreira sabendo que, numa instituição hierarquizada, a questão da carreira e das patentes é fundamental para o comando”.

“Temos muitos efectivos que vão para a reforma, precisamos garantir a candeia de comando e daí esse investimento forte nas promoções. São muitas que vimos, ao longo dos anos, já são mais de 1.800 promoções. Portanto, desta feita serão mais 250 promoções”, informou, assegurando que o orçamento para 2024 trará um aumento substancial de efectivos para a Polícia Nacional com a entrada de 182 novos efectivos.

“Nós temos um primeiro grupo de 52 que vai entrar em Maio e um segundo grupo que vai entrar em Outubro. Estou a referir-me ao término das formações. Isto vai-nos permitir resolver muitos problemas de efectivos”, adiantou.

Segundo Paulo Rocha prevê-se também um investimento de é acima dos 52 mil contos para equipamentos de segurança, investimentos na protecção individual e meios de mobilidade e também reforço e remodelação das infra-estruturas.

“Vamos, em 2024, introduzir obras nas diferentes infra-estruturas que vão receber a 3ª fase do projecto Cidade Segura, vamos ampliar e remodelar as esquadras do Porto Novo, do Tarrafal de Santiago e de Santa Catarina. Vamos concluir e inaugurar a Unidade de Polícia Nacional, em Monte Sossego, que vai ser fundamental para a nova estruturação da PN, em São Vicente, designadamente para o serviço da Piquete que é resposta por essência”, arrematou o governante.

Paulo Rocha está em São Vicente a participar nas actividades de comemoração dos 153 anos da criação do corpo da polícia de Cabo Verde, cujo acto central está previsto para acontecer na próxima quarta-feira na Academia Jotamont.

CD/HF

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos