São Salvador do Mundo: Deputados do MpD pedem “pelo menos” mais um médico para a Delegacia de Saúde

Achada Igreja, 21 Mar (Inforpress) – Os deputados do Movimento para a Democracia (MpD) disseram ter registado com preocupação a existência de um único médico na Delegacia de Saúde de São Salvador do Mundo e pediram a colocação de “pelo menos” mais um profissional.

Esta foi uma das preocupações constatadas pelos deputados do partido no poder que terminaram esta quarta-feira uma jornada descentralizada naquele município do interior de Santiago.

Em declarações à imprensa, o porta-voz do grupo, José Eduardo Moreno, que fez um balanço “muito positivo” da jornada, explicou que a mesma decorre no âmbito da preparação da segunda sessão plenária de Março que teve por objectivo contactar instituições, serviços públicos e comunidades com contactos directos com população local.

Além da falta de médicos, apontou ainda a inexistência de uma sala de espera naquela na Delegacia de Saúde, tendo pedido a sua construção para que os utentes possam ter melhores condições enquanto aguardar para serem atendidas.

Das preocupações das instituições, relativamente a nível da segurança pública, o deputado pelo círculo eleitoral de Santiago Norte sugeriu a construção de raiz de uma esquadra policial, visando a transferência da actual que funciona num espaço alugado e num lugar que tem criado constrangimentos a Polícia Nacional na sua deslocação em caso de urgência.

Entretanto, destacou o encontro com a delegação do Ministério da Educação, onde, segundo ele nota-se “menos dificuldades”, apesar da necessidade de se construir uma placa desportiva em Chã Rodrigues e manutenção da escola de Jalalo Ramos.

Do encontro com a população fez saber que a falta de água continua a ser o “maior problema do município”, sobretudo para o consumo, tendo enaltecido o facto da barragem de Faveta conter ainda 40 por cento (%) de água que vai ser utilizada para a agricultura.

Os deputados reuniram-se ainda com a equipa camarária liderada por Ângelo Vaz, e os eleitos municipais, onde a questão do endividamento do município na ordem de 256 mil contos foi abordada.

A este propósito os deputados do MpD pediram a responsabilização da governação do PAICV por ter endividado o município com a construção do N’Gulilança Shopping, segundo os parlamentares, uma “herança pesada”, que tem condicionado o desenvolvimento daquele município do interior de Santiago.

Por outro lado, congratularam-se com a iniciativa da edilidade salvadorenha em implementar dois projectos no N’Gulilança Shopping para a produção de queijo e transformação de produtos alimentares e a aposta no desencravamento das localidades.

Os deputados, que deixaram garantias que vão levar os problemas da população e das instituições visitadas para as jornadas parlamentares do partido, para sessão plenária e junto do Governo, visitaram ainda o empreendimento turístico Pousada Cantinho e Igreja a Matriz.

FM/CP
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos