São Nicolau: Ribeira Brava reivindica feriado municipal para festas de São Pedro – membro comissão

Tarrafal de São Nicolau, 30 Jun (Inforpress) – O membro da comissão das festividades de São Pedro, na Ribeira Brava, Carlos Barbosa considerou hoje, à Inforpress, que as festas já mereciam o estatuto de feriado municipal, na qualidade segunda maior manifestação cultural local.

A mesma fonte explicou que têm vindo a cobrar das sucessivas câmaras para que tomem uma posição para determinar a festa de São Pedro feriado municipal, mas “sem efeito”.

“Nós temos um grande dilema que ainda, infelizmente, as sucessivas câmaras municipais não conseguiram tomar uma posição com relação a festa de São Pedro, que, para nós, é a segunda grande festa da Ribeira Brava”, declarou, para que, continuou que as pessoas possam participar das festas “sem nenhum impedimento”.

“Este ano, embora, seja fim-de-semana, sábado, nós temos muitas pessoas ainda a trabalhar” precisou.

“Elas poderão participar das festas só mais tarde”, reforçou.

Segundo o festeiro, a comissão está numa “corrida” e tem “alguma esperança” de que as autoridades municipais vão tomar alguma posição “juntamente com o Governo” para terem mais um feriado municipal.

“Nós temos esse direito, de ter dois feriados municipais. Nós temos um que é a festa do município e, nós precisamos de mais um e pode ser São Pedro também” disse, lembrando que se trata de uma reivindicação antiga de populares.

Recordou que as festas de São Pedro estiveram “quase a desaparecer” sendo arrastada por uma outra localidade, no Lombo Pelado, que, segundo ele, já estavam “a tomar conta” das festas, quando o patrono é a Ribeira Brava.

Mas, graças a esta comissão criada há alguns anos que tomou frente da organização, as festas de São Pedro, na Ribeira Brava, têm vindo a ganhar “alguma dimensão” e que, segundo ele, “dificilmente as gentes da Ribeira Brava vão deixar morrer”.

Uma semana após as festas de São Pedro segue-se a festa de São Pedrinho que, conforme explicou, “é quase que um enterro de São Pedro”.

Nas festas de São Pedrinho é habitual levar um boneco gigante a que dão o nome de “fanduco”, capitão do barco de São Pedro, seguindo-se o ritual de molhar os pés nas águas do mar.

Carlos Barbosa assegurou que este ano não será diferente e que as pessoas estão preparadas para que no próximo domingo o enterro aconteça na Prainha da Vila Ribeira Brava,  trazendo “alguma movimentação” à cidade, pois estarão a decorrer os jogos da Taça Independência.

DG/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos