São Nicolau: Ilha será contemplada pelo plano de mitigação dos efeitos negativos do mau ano agrícola

Cidade do Tarrafal, 07 Out (Inforpress) – A ilha de São Nicolau será contemplada pelo plano de mitigação dos efeitos negativos do mau ano agrícola, aprovado hoje pelo conselho de ministros, conforme o ministro da Agricultura e Ambiente, de visita a São Nicolau.

Em declarações à Inforpress no âmbito do balanço da sua visita a São Nicolau, o ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, adiantou que devido à fraca produção agrícola, provocada pela pouca queda de chuva, a ilha será contemplada pelo plano de mitigação dos efeitos do mau ano agrícola.

“Aproveito para falar do plano de mitigação dos efeitos negativos do mau ano agrícola no valor de 170 mil contos e que vamos também contemplar a ilha de São Nicolau, sendo que sofreu os efeitos de uma produção insuficiente”, realçou.

O Ministro salientou que a produção está muito abaixo do que o normal e, sendo assim, será objecto destas medidas para assegurar que as famílias que não usufruíram da produção tenham algum rendimento.

“Vai ser um plano que contempla não só medidas ligadas à alimentação animal, mas também tem a ver com a água e o trabalho público para que as pessoas possam, de facto, trabalhar e ter rendimento”, afirmou.

Também no balanço da visita, o Ministro divulgou informações sobre a criação da empresa Água e Saneamento de São Nicolau que irá permitir a resolução de problemas ligados a estes sectores na ilha.

“Já há um consenso entre os presidentes das câmaras municipais sobre a necessidade de criar a empresa Água e Saneamento de São Nicolau, cujo objecto social será a água e o saneamento, para melhor economia institucional, maiores sinergias e nós iremos apoiar na criação da mesma”, informou.

Referiu ainda sobre medidas de intervenção que devem ser feitas na dessalinizadora da Preguiça.

“Na Ribeira Brava é fundamental resolver a questão da dessalinizadora da Preguiça. Trata-se de uma dessalinizadora que inicialmente foi sobredimensionada, cujos custos de operação são superiores ao preço da água o que torna a exploração insustentável e é uma unidade com diversos problemas técnicos”, acrescentou.

Outro aspecto mencionado na entrevista, foi o tratamento de resíduos sólidos urbanos.

“Há uma necessidade de resolver a questão do tratamento de resíduos sólidos urbanos, apesar dos dois municípios fazerem um bom trabalho de recolha, mas é necessário mais, principalmente criar infra-estruturas de tratamento de resíduos que obedeçam às normas mínimas de higiene.

A visita do ministro da Agricultura à ilha de São Nicolau teve a duração de três dias, para seguimento do ano agrícola e projectos do ministério na ilha.

LS/HF

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos