São Nicolau: Delegacia de Saúde da Ribeira Brava prevê vacinar 200 rapazes dos 10 aos 14 anos contra HPV

Ribeira Brava, 24 Out (Inforpress) –A delegacia de Saúde da Ribeira Brava prevê vacinar cerca de 200 rapazes, dos 10 aos 14, contra o Vírus do Papiloma Humano (HPV), durante uma campanha de vacinação em curso naquele município.

Em declarações à Inforpress, a enfermeira e responsável pela campanha de vacinação, Antonia Cruz, avançou que o processo tem decorrido “na normaliza” e sem registo de nenhuma “resistência” à vacinação.

Segundo a mesma, a delegacia tem centrado o seu processo de vacinação nas escolas, por ser onde se concentram as crianças e adolescentes desta faixa etária.

“Já estivemos nas escolas básicas e secundárias de Ribeira Brava e Fajã e durante esta semana vamos abranger a zona leste do município. E até ao momento podemos afirmar que tudo tem decorrido na normalidade”, sublinhou.

Antónia Cruz realça ainda que a vacinação contra o Vírus do Papiloma Humano (HPV) vai ser uma “rotina”, até porque, conforme a mesma fonte, já consta do programa de vacinação do Ministério da Saúde.

O HPV, transmitido por contacto sexual, é responsável por 70% dos casos do cancro do colo do útero registados a nível mundial.

A vacinação contra o HPV em Cabo Verde teve início em Agosto de 2021, com duas doses da vacina bivalente “Cervarix” com intervalo de seis meses para meninas de 10 anos.

Na sequência da nova recomendação da OMS, segundo a qual uma dose é suficiente para fornecer proteção contra o HPV, em Junho de 2022, a Direção Nacional da Saúde, através do Programa Alargado de Vacinação (PAV), adoptou a vacinação com uma dose do HPV e ampliou a população-alvo de meninas de 10 anos para as de 10 a 14 anos.

Para permitir a igualdade e a equidade de género e prevenir contra os cancros provocados pelo HPV nos rapazes (cancros genitais, de cabeça e pescoço e ânus), o processo de vacinação contra o HPV para os rapazes dos 10 a 14 anos teve início em Outubro.

A vacinação irá decorrer em todas as estruturas de saúde e equipas devidamente identificadas irão percorrer todas as escolas de ensino básico obrigatório e secundárias, mediante apresentação do caderno da criança e do adolescente.
WM/JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos