São Domingos: PAICV nega acusações da oposição e garante que nenhuma viatura foi confiscada por causa de dívidas

Cidade da Praia, 21 Nov (Inforpress) –  O PAICV, em São Domingos, contrariou hoje as acusações da oposição (MpD) e considerou “falsa” a informação sobre apreensão de viaturas devido a dívidas, assegurando que nenhuma viatura da câmara municipal está “presa”.

Em resposta ao balanço dos três anos de governação do actual presidente Isaías Varela, proferido em conferência de imprensa na quinta feira, 16, pelo porta-voz da Comissão Política Regional do MpD em São Domingos, o primeiro secretário do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), Constantino Semedo, disse que nenhum dos bens ou serviços foi confiscado pelas autoridades por causa de dívidas.

Conforme declarou, após 26 anos de mandato do MpD na câmara municipal, o PAICV encontrou dívidas contraídas nas bancas comerciais, com o INPS, Electra e empresas privadas, e “todas as infra-estruturas” em avançado estado de degradação e “péssimas” condições de funcionamento.

“Encontramos uma rede de transporte escolar muito deficitária, principalmente para a Freguesia de Nossa Senhora da Luz, com os estudantes a serem transportados em viaturas de caixa aberta pondo em risco a vida dos alunos” afirmou, questionando o paradeiro dos descontos do INPS retirados do salário dos funcionários, sendo que encontraram uma dívida de 40 mil contos.

Sobre o empréstimo obrigacionista no valor de 160 mil contos, esclareceu que 121.775 foi destinado ao pagamento das dívidas bancárias referente à compra de terreno em Ribeirão Chiqueiro que, no final, “não pagaram um centavo ao banco, não construíram as casas e ainda condicionaram a compra de lotes” na região.

“Deviam ficar calados quando o assunto é venda de terreno em Ribeirão Chiqueiro, deviam ficar calados quando o assunto é campo relvado de Nora, deviam ficar calados quando o assunto é oficina de Variante e quanto a alienação de veículos da câmara municipal” prosseguiu, ressaltando que os restantes 38.225 estão a ser aplicados na infra-estruturação de terrenos.

“O PAICV, com Isaías Varela a liderar a câmara municipal, identificou os problemas e começou a trabalhar focado na resolução, dando atenção especial à educação, empoderamento das famílias principalmente dos jovens. Num contexto actual em que o mundo vive afectado pelas crises económicas, a câmara municipal dá ênfase à formação dos jovens e entrega de kits de empreendedorismo”, acrescentou.

Constantino Semedo reiterou que em três anos de mandato, foram efectuadas melhorias na electrificação em localidades, extensão de rede domiciliar de água, aposta na infra-estruturação e modernização do município para alavancar o turismo, bem como na requalificação de estradas de acessos às localidades de Figueira Branca, Mendes Faleiro, Pedra Galinha e Neta Gomes.

Foram igualmente introduzidas melhorias no sector da educação com a aquisição de três autocarros, atribuição de 200 vagas de formação profissional para Portugal e criação do programa “Empreender São Domingos” beneficiando centenas de pessoas com sessões de capacitação e atribuição de ferramentas de trabalho.

LT/HF

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos