Santo Antão: Olavo Correia recebe garantias que estrada de Tarrafal de Monte Trigo será concluída na data prevista

Porto Novo, 25 Mar (Inforpress) – O vice-primeiro-ministro diz ter recebido garantias do empreiteiro de que a segunda fase da estrada para Tarrafal de Monte Trigo, Santo Antão, será concluída na data, inicialmente, prevista, ou seja, entre Dezembro deste ano e Janeiro de 2020.

Olavo Correia, que, este domingo, visitou a estrada, no término de uma visita de dois dias a Santo Antão, diz ter ficado “satisfeito” com o andamento das obras, lançadas em Julho de 2018, tendo recebido garantias do empreiteiro de que essa infra-estrutura estará concluída dentro de nove a dez meses.

Essa via, que vai permitir o desencravamento de uma zona considerada “importante do ponto de vista económico “para Santo Antão, insere-se num programa de construção de estradas que o Governo pretende executar nesta ilha, segundo o governante.

Ainda no decorrer deste ano, Santo Antão recebe mais quatro estradas que vão desencravar as localidades de Chã de Branquinho, Figueiral do Paul, Lagoa do Planalto Leste e Cruzinha.

O edil do Porto Novo, Aníbal Fonseca, que acompanhou o vice-primeiro-ministro na visita à estrada, disse também ter ficado a certeza que a segunda fase dessa infra-estrutura rodoviária estará a ser concluída até finais de 2019.

As obras, com uma extensão de mais de 12 quilómetros, financiadas em 270 mil contos pelo Banco Mundial, decorrem “a um bom ritmo”, empregando, nesta altura, cerca de duas centenas de trabalhadores de diferentes localidades do município do Porto Novo.

Essa estrada faz parte de um pacote de investimentos públicos, de quase 500 mil contos, que o Governo tem previsto para Tarrafal de Monte Trigo, visando potenciar o desenvolvimento dessa localidade, que tem na agricultora, turismo e pesca as principais actividades económicas.

Além da estrada, Tarrafal de Monte Trigo, com mais de mil habitantes, recebe ainda, a partir de Janeiro, um projecto integrado, à volta de 200 mil contos, que abarca a pesca, agricultura e turismo.

Outros projectos em carteira para Tarrafal de Monte Trigo prendem-se com a requalificação da orla marítima daquela baía e do centro histórico dessa localidade, ambas as obras ultrapassam os 40 mil contos.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos