Santo Antão: M&G atinge previsão de exportação de 14 mil litros de grogue para França ainda em Julho

Porto Novo, 06 Jul (Inforpress) – A empresa M&G (Música e Grogue), em Santo Antão, espera, ainda em Julho, alcançar a meta de exportar 14 mil litros de grogue para França, aumentando, assim, para 17.800 litros da aguardente exportados para mercado francês, desde 2018.

Esta empresa, com sede no Tarrafal de Monte Trigo, esclareceu que, desses 14 ml litros exportados para França, ainda neste mês de Junho, sete mil litros foram produzidos nessa mesma localidade, enquanto que os outros sete mil litros são provenientes de outros vales da ilha de Santo Antão.

Simão Évora, representante da M&G, criada para conservar, promover e exportar a aguardente, avançou à Inforpress que o produto já está a caminho da França, país onde, através desta empresa, o grogue “made in” Santo Antão está a ser comercializado desde 2018, ano em que foram exportados, para esse mercado, 3.800 litros.

Para 2019, a previsão é de 14 mil litros, que, ainda no decurso deste mês, chegam à França, mercado que, segundo este produtor de grogue e derivados, tem reagido bem ao produto, que, a seu ver, é de “maior qualidade”, produzido com base em cana sacarina.

Também, em Ribeira da Cruz, no Porto Novo, os produtores do grogue estão a modernizar a sua actividade, apostando no engarrafamento do produto, com vista a sua exportação para Europa e Estados Unidos da América, segundo o produtor Vanderley Rocha.

A Associação dos Municípios de Santo Antão pretende, ainda em 2019, iniciar o processo de certificação do grogue que se produz nesta ilha, à volta de dois milhões de litros por ano.

A certificação do grogue de Santo Antão deve-se à operacionalização do laboratório do centro de transformação agro-industrial de Afonso Martinho, em Ribeira Grande, e à aquisição de um cromatógrafo, financiado pelo Governo, em seis mil contos.

JM/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos