Presidente da República pede Governo para “acelerar” investimentos no desencravamento das populações em Santo Antão

Porto Novo, 07 Jun (Inforpress) – O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, defendeu hoje, no Porto Novo, a “necessidade” de o Governo “acelerar” os investimentos na construção de estradas de desencravamento das localidades em Santo Antão, para tirar as populações do isolamento.

Jorge Carlos Fonseca, ao fazer o balanço da visita de uma semana a Santo Antão, destacou o problema de isolamento das localidades como sendo a “preocupação comum” em todos os municípios, mas com maior incidência no Porto Novo e Ribeira Grande, tendo incitado o Governo a “acelerar os investimentos no desencravamento das localidades”.

Conforme Jorge Carlos Fonseca, “é uma necessidade” o executivo “acelerar” os projectos de desencravamento das localidades para permitir as trocas comerciais, o acesso dos alunos à educação e promover o turismo, adiantando que os próprios municípios consideram a questão de acessibilidades “a prioridade das prioridades” para Santo Antão.

O Governo já confirmou, para este ano, o arranque de um pacote de estradas de desencravamento de localidades com “potencialidades turísticas e agrícolas” na ilha de Santo Antão.

Trata-se das estradas de acesso à Cruzinha, à Lagoa do Planalto Leste, a Figueiral do Paul, à Chã de Branquinho e à Martiene, financiados num montante de um milhão de contos no âmbito do Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidades (PRRA).

O Presidente da República, que cumpriu, esta sexta-feira, a última etapa da sua visita à ilha com uma deslocação ao Tarrafal de Monte Trigo, disse ter constado ainda que os dois anos de seca, que afectam, particularmente, Porto Novo, têm traduzido em “muita pressão” sobre o emprego público, acesso à água e salvamento do gado, nesta ilha.

Além do isolamento das comunidades, nos contactos com os santantonenses, Jorge Carlos Fonseca ficou a conhecer outras preocupações, que se prendem com o desemprego, iluminação pública, entre outras.

Durante a visita, o Chefe de Estado manteve-se ainda contactos com os autarcas para conhecer a actual situação económica e social de Santo Antão e as suas expectativas em relação ao “futuro próximo” desta ilha.

JM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos