Santo Antão: Emigrantes radicados no Luxemburgo pretendem apoiar a comunidade isolada de Santa Isabel

Porto Novo, 21 Set (Inforpress) – Um grupo de emigrantes naturais de Santa Isabel, em Santo Antão, radicados no Luxemburgo, é esperado em Agosto na localidade isolada para abordar com os moradores as perspectivas de desenvolvimento local, informou o líder comunitário.

Benvindo Melo, presidente da Associação Comunitária de Santa Isabel, adiantou que a comunidade já se prepara para receber a caravana, que integrará mais de uma centena de pessoas, entre emigrantes e os seus convidados, que pretendem, a partir do Luxemburgo, ajudar esse povoado.

O interesse dos conterrâneos surge depois de a zona passar a contar com a sua primeira unidade turística, a Casa do Café, inaugurada em Junho, que “os filhos” de Santa Isabel desejam conhecer, podendo apoiar a associação local na criação de uma unidade de alojamento para levar os turistas a permanecerem nessa zona.

O representante de Santa Isabel disse que a ideia é aproveitar a presença dos “patrícios” para criar “uma associação dos amigos” de Santa Isabel no Luxemburgo, com a finalidade de ajudar as famílias que vivem na localidade, uma das mais atingidas pelo êxodo rural em Santo Antão.

A seca e o isolamento, explicou o responsável, têm obrigado as pessoas, sobretudo jovens, a deixarem Santa Isabel em direcção aos centros urbanos.  

A associação local está à procura de parceiros para transformar a antiga escola de Santa Isabel, desactivada há três anos, devido ao êxodo da população, numa unidade de alojamento para complementar a Casa do Café, que consiste numa sala etnográfica e uma esplanada.

JM/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos