Santo Antão: Centro de expurgos é uma obra de carácter urgente para desencravar a agricultura da ilha – Governo

Porto Novo, 23 Nov (Inforpress) – O novo centro de expurgos do Porto Novo, cujas obras foram hoje consignadas, é um projecto de “carácter urgente” para “resolver o problema de encravamento do sector agrícola” em Santo Antão.

As declarações são do ministro do Mar, Abraão Vicente, proferidas esta quinta-feira no acto de consignação das obras de construção do novo centro de expurgos, “um investimento de quase 80 mil contos para “colocar todo o potencial agrícola de Santo Antão ao serviço das ilhas turísticas e da economia nacional”, avançou.

Dentro de nove meses, Santo Antão contará com um novo centro de inspecção pós-colheita, acredita o governante, para quem se trata de “uma obra de carácter urgente” para resolver o embargo imposto, há quase 40 anos, aos produtos agrícolas de Santo Antão.

“Espero mesmo que, daqui a nove meses, o centro esteja pronto. Trata-se de uma obra de carácter urgente. Um investimento de 80 mil contos para resolver o problema de encravamento do sector agrícola de Santo Antão, devido à praga dos mil pés”, notou Abraão Vicente.

O novo centro de expurgos vai ser erguido dentro do porto do Porto Novo numa área de, aproximadamente, 1.350 metros quadrados, devendo começar a funcionar a partir de Agosto de 2024, trazendo, no entender do Governo, “muitas vantagens” aos agricultores de Santo Antão, desde logo, o facto de ficar situado no “ponto de saída” desta ilha.

O actual centro de inspecção, construído em 2010 nos arredores da cidade do Porto Novo tem sido subutilizado por alegada “má localização” e terá “outro uso”, mas sempre ligado ao sector agro-pecuário, informou o Ministério da Agricultura e Ambiente.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos