Santa Catarina: Professores recebem formação para trabalhar com alunos dos 1º e 2º ciclos

Assomada, 10 Set (Inforpress) – Os professores de Físico-Química, Língua Inglesa, Língua Portuguesa e Ciências da Terra e da Vida de Santa Catarina (Santiago) estão reunidos em Assomada, em uma formação de capacitação para trabalhar com alunos do 1º e 2 º ciclos.

A acção formativa, que principiou segunda-feira e que termina quarta-feira, 11, é destinada aos docentes dos sete agrupamentos escolares dessas disciplinas e tem como palco a Escola Técnica Grão-Duque Henri, em Assomada, Santa Catariana.

Segundo o delegado do Ministério da Educação (ME), Pedro Monteiro, a acção formativa visa preparar esses docentes do Ensino Básico Obrigatório (EBO), ou seja, do 1º ao 8º anos, para que o ano lectivo 2019/20 cujo arranque está aprazado para próximo dia 23 Setembro, possa começar sem “sobressaltos”, como perspectiva a delegação escolar.

A mesma, reforçou, tem também como objectivo capacitar esses professores para que possam atingir a tão almejada qualidade do ensino em Santa Catarina, tendo em conta que o foco principal da educação é o aluno.

A formação, conforme a mesma fonte, vai servir ainda para que se possa ‘socializar’ os manuais dessas disciplinas e os instrumentos a serem utilizados ao longo do ano lectivo nas salas de aula.

Pedro Monteiro avançou ainda que à semelhança dos professores dessas disciplinas os de Matemática vão também receber uma acção de capacitação nos próximos dias.

Paralelamente, decorreu durante dois dias (09 e 10) um ateliê de formação em Sistema Integrado de Gestão Escolar (SIGE) destinado aos pontos focais dos agrupamentos das escolas de Santiago Norte.

Estes pontos focais vão repassar os conhecimentos do SIGE aos professores dos respectivos agrupamentos como forma de evitar que estes não venham a ter problemas no lançamento de notas e assinatura dos livros de ponto online.

Segundo Pedro Monteiro, de momento, para o ano lectivo 2019/2020 estão inscritos cerca de 10 mil alunos do 1º ao 12º anos, e mais de 1700 do pré-escolar, distribuídos por 700 professores do 1º ao 12º anos e mais de 100 monitoras de infância.

FM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos