Sal: Tribunal decreta prisão preventiva para mulher suspeita de homicídio

Cidade da Praia, 20 Jun (Inforpress) – O Tribunal da Comarca do Sal decretou prisão preventiva como medida de coação à uma mulher de 25 anos, que é “fortemente indiciada” na prática de um crime de homicídio na sua forma consumada e agravada, contra um recém-nascido.

A Polícia Judiciária informou hoje que deteve a suspeita esta quarta-feira, fora de flagrante delito, na localidade de Hortelã Baixo.

Segundo aquela polícia cientifica, a ora detida, em circunstâncias ainda não totalmente esclarecidas, terá morto por asfixia, dentro de um balde com água, um recém-nascido, logo após o parto. O crime terá, de acordo com a mesma fonte, ocorrido na localidade de Santa Maria, no passado 31 de Maio.

A detida foi presente, ainda na quarta-feira, ao Tribunal da Comarca do Sal, que lhe aplicou como medida de coação Prisão Preventiva.

GSF/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos