Revista “Leitura” chega à 5ª edição com o poeta Jorge Carlos Fonseca em destaque

Cidade da Praia, 12 Abr (Inforpress) – O poeta e Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, faz a capa do quinto número da revista “Leitura”, cujo lançamento aconteceu no final desta tarde, na Livraria Pedro Cardoso, na Cidade da Praia
Nesta entrevista, intitulada “O Inventor do surrealismo cabo-verdiano”, Jorge Carlos Fonseca expõe a sua metodologia de escrita e fala do surrealismo cabo-verdiano, que é considerado inventor.

“Eu posso dizer que sou o inventor do surrealismo cabo-verdiano (…) o surrealismo é também uma visão sobre a literatura. Isto é, no fundo, eu parodiei um certo tipo de escrita e essa paródia pode-me dizer que é o uso da técnica”, explica Jorge Carlos Fonseca, durante uma parte da entrevista.

Este número traz na rubrica “Publiquei na Pedro Cardoso”, o texto de Adalberto Silva “Betú” sobre o seu livro “Apontamentos da História da Ilha do Maio”.

A revista tem ainda um artigo de opinião de Henrique “Djick” Oliveira, intitulado “Toda arte tem fingimento” e várias outras notícias relativamente a livros.

Em declarações à Inforpress, o director da “Leitura”, Mário Silva , informou que este número tem a particularidade de comemorar o primeiro aniversário da revista, que num espaço de um ano fez cinco publicação.

“É algo que nos enche de orgulho e que nos deu muito prazer e trabalho, mas o nosso objectivo é fazer melhor do ponto de vista da periodicidade”, revelou Mário Silva, acrescentando que a ideia é alinhar com as melhores práticas internacionais.

“Ou seja, nossa revista vai sair no primeiro mês de cada trimestre e outra novidade é colocar na página da internet, a partir do segundo trimestre deste ano, os primeiros três números da revista.

A apresentação desta 5ª edição da “Leitura” esteve ao cargo da professora e investigadora Eurídice Monteiro, da Universidade de Cabo Verde.

OM/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos