Responsáveis defendem que situação da VBG só será alterada com o envolvimento de homens e rapazes

Cidade da Praia, 16 Mai (Inforpress) – Os dados nacionais apontam para a manutenção das desigualdades e que a situação da Violência Baseada no Género (VBG) só será alterada com o envolvimento de homens e rapazes nesta causa.

Estas são algumas das conclusões da conferência internacional realizada no âmbito da “Semana de reflexão sobre VBG” , organizada pela ACLCVBG, em parceria com a Presidência da República e do Instituto Cabo-verdiano para a Igualdade e Equidade de Género (ICIEG), que terminou hoje na Cidade da Praia.

A porta-voz do evento, Carla Carvalho, apontou ainda a realização de mais acções de formação relacionadas com a masculinidade positiva para grupos profissionais que directa ou indirectamente lidam com esse fenómeno.

Acrescentou a inclusão no Orçamento do Estado de um montante de apoio à vitima e os projectos da VBG, como outras acções a serem implementadas.

Esta conferência foi organizada no âmbito dia Internacional da Família que este ano celebrou-se sob o lema “Família e Acção Climática: foco no Objectivo de Desenvolvimento Sustentável – 13 (ODS).

O Dia Internacional da Família foi declarado em 1993, pela Assembleia-Geral das Nações Unidas, como forma de chamar a atenção para questões que influenciam o dia-a-dia da Família, e para que se reconheça o papel nuclear da família na sociedade e se incentive a adopção de medidas no sentido de melhorar a sua condição.

OM/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos