Religião: Primeira Assembleia Paroquial recomenda construção de uma nova imagem da Igreja/Paróquia no seio da sociedade

Cidade da Praia, 21 Jul (Inforpress) – A Iª I Assembleia Paroquial recomendou que todas as comunidades pastorais e movimentos devem trabalhar, afincadamente, no sentido da construção de uma nova imagem da Igreja/Paróquia no seio da sociedade, tornando-a mais autêntica, exemplar, co-responsável e solidária.

Esta foi uma das recomendações saídas da I Assembleia Paroquial que teve lugar de 19 a 21 de Julho, na Paróquia de Nossa Senhora da Graça, na Cidade da Praia, sob o lema “Faça-se em mim, segundo a Vossa Palavra” e “Conversão pastoral e Renovação Paroquial para fomentar a educação da fé, o sentido de pertença e o compromisso eclesial”.

Este encontro tinha como objectivo a recolha de subsídios que permitam melhorar a comunicação, informação, e serviços prestados pela paróquia e as suas estruturas, de forma a se elaborar um plano de acção para os próximos 3 a 5 anos.

Deste encontro, segundo disse à Inforpress a coordenadora do Secretariado Paroquial, Clara Marques, os delegados representantes das 12 comunidades paroquias, pastorais, movimentos, associações e grupos activos na paróquia, debruçaram-se sobre os três subtemas, como a Palavra, a Conversão Pastoral e Renovação Paroquial e a Juventude.

Nesta perspectiva, saiu uma declaração que visa tornar a Paróquia de Nossa Senhora da Graça uma Paróquia “moderna, activa e atractiva, sobretudo no sector juvenil”.

No item a Palavra, disse que os delegados viram a necessidade da centralidade da Palavra de Deus em todas as dimensões da vida pessoal e paroquial, a necessidade de melhoria da comunicação, informação e sensibilização em relação às comunidades cristãs, a urgência de promoção e formação de grupos para estudos bíblicos direccionados para crianças, jovens e adultos, e o resgate dos “bons costumes religiosos cabo-verdianos na família no que diz respeito ao uso da palavra de Deus no dia-a-dia.

Já no item da Conversão Pastoral e Renovação Paroquial, “traçou-se a necessidade do aprofundamento da fé cristã dos responsáveis pastorais enquanto agentes de evangelização, maior envolvimento das comunidades na promoção e implementação do calendário pastoral paroquial, promoção de actividades e atitudes que contribuem para atrair os que se encontram afastados das lides da igreja, criação de um gabinete multidisciplinar de aconselhamento e acompanhamento especialmente dos jovens e dos casais”.

A nível da juventude, a mesma fonte disse que os delegados assumiram a “proposta de reforço da participação, partilha e responsabilização dos jovens na igreja, inovação das actividades viradas para jovens, promoção de assembleias paroquias de e para jovens, não exclusão de jovens em união de facto e elaboração de um plano para a sua integração na Igreja, e elaboração de um plano estratégico de comunicação para os jovens”.

Esta assembleia concluiu ainda que há necessidade de mobilização de competências em todas as áreas do saber, para a melhoria da intervenção e de actividades paroquiais e comunitárias.

Recomendaram a constituição imediata de um grupo de trabalho para a elaboração, até 14 de Agosto, de um documento conclusivo para a implementação desta declaração e outras decisões saídas da Assembleia Paroquial, nomeadamente programa/plano de acção e estruturas e mecanismos de implementação, seguimento e avaliação.

No final desta Assembleia, o pároco da Paróquia de Nossa Senhora da Graça Ima disse à Inforpress que agora vão preparar um documento que será uma guia e uma orientação da paróquia para as várias acções que vão realizar na comunidade durante cinco anos.

AM/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos