Programa plurianual 2021-2027 vai balizar o novo ciclo de cooperação entre UE e Cabo Verde – nova embaixadora

Cidade da Praia, 19 Set (Inforpress) – A nova embaixadora da União Europeia (UE) no arquipélago, Carla Grijó, anunciou hoje, na Cidade da Praia, que o programa bilateral plurianual para o   período 2021-2027   vai “balizar” o novo ciclo de cooperação com Cabo Verde.

Na sua intervenção,  durante a cerimónia de apresentação de cartas credenciais ao Presidente da República, Jorge Carlos, Fonseca, a diplomata   disse augurar que este programa contribua para uma recuperação económica sustentável do País   do ponto de vista ambiental e socialmente inclusivo.

“Neste contexto,  quero realçar o apoio da UE em relação à ambição de Cabo Verde   até 2030 alcançar 50 por cento (%) de fontes renováveis de energia (…) que terá um impacto positivo na sua projeção internacional”, indicou.

Carla Grijó apontou que a evolução da Parceria Especial de Cabo Verde com a União Europeia   recebeu um” importante impulso” na recente reunião   ministerial realizada em Lisboa, (Portugal). a 29 de Junho do corrente ano,

“A próxima reunião ministerial está prevista para 2022 em Cabo Verde e será, com certeza, uma excelente oportunidade para realizarmos um ponto de situação sobre o roteiro traçado em Lisboa e sobre o novo ciclo de cooperação“, indicou a nova embaixadora da União Europeia (UE), que substitui Sofia Moreira de Sousa 

Por outro lado, “dado ao impacto da covid-19 no tecido económico e social cabo-verdiano”, a embaixadora prometeu   continuar    apoiar   o Governo nas medidas de mitigação da crise, “com especial atenção aos grupos mais vulneráveis, tendo em conta o objectivo vertido na ambição 2030   de erradicação da pobreza extrema”.

“Continuaremos também a dar uma atenção especial à promoção da igualdade de género e na nossa solidariedade   com os objectivos de Cabo Verde relativamente à vacinação contra a covid-Covid-19, para possibilitar a retoma dos fluxos turísticos”, acrescentou.

Por sua vez, o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, classificou o relacionamento entre Cabo Verde e UE como uma realidade “quase incontornável “da política externa e que tem deixado “marcas significativas” em diversos domínios da administração pública cabo-verdiana.

O mais Alto magistrado   da Nação enalteceu igualmente    a Parceria da Mobilidade e a “feliz iniciativa” unilateral de Cabo Verde de isentar de vistos os cidadãos da União Europeia, por um período não superior a 30 dias.

“Saúdo igualmente todo o contributo   que a União Europeia e os seus estados-membros têm dado na luta contra a covid-19, nomeadamente no que toca à disponibilização de vacinas”, acrescentou.

 Para terminar, Jorge Carlos Fonseca desejou à nova embaixadora “sucessos no exercício na sua “nobre função”, assegurando que possa contribuir para o “contribuir reforço da aproximação entre Cabo Verde e a União Europeia “.

OM/JMV

Inforpress/Fim 

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos