Presidente da República enaltece “trabalho meritório” da Cruz Vermelha na promoção do direito humanitário

Cidade da Praia, 06 Nov (Inforpress) – O Presidente da República elogiou hoje o “trabalho meritório” da Cruz Vermelha na promoção do direito humanitário, destacando as epidemias da dengue e da covid-19, erupções vulcânicas e os cuidados nas áreas da saúde e da protecção social.

José Maria Neves fez estas considerações no fim da visita à estrutura da Cruz Vermelha e alguns projetos sociais da mesma, que têm dado um “valioso contributo” na luta diária de salvar vidas, de levar a protecção e o conforto aos mais necessitados e de elevar os níveis de saúde pública no país, no âmbito do Dia da Defesa Nacional sob o signo do “Bem”.

Para o chefe de Estado, esta instituição faz um trabalho social “muito prestigiado” no país, defendendo que este trabalho de empreendimento social deve ser “valorizado” e servir de referência para os cabo-verdianos.

“Temos que unir e juntar as mãos para trabalhar, cuidar e proteger Cabo Verde sob o bem comum, pois há necessidade de sermos humanistas, de promovermos os direitos humanos e humanitário”, declarou José Maria Neves.

Por outro lado, avançou que a Cruz Vermelha se encontra numa fase de alargamento das suas actividades, designadamente a “possibilidade” da criação de um hospital, que considera “fundamental”.

Neste particular afirmou que se deve ver toda a cooperação para que isso aconteça sobretudo nas questões das análises clínicas e farmácias.

“A Cruz Vermelha está a fazer um grande trabalho também com as crianças e idosos e vamos trabalhar juntamente com esta organização na promoção da diplomacia humanitária, e vou colocar estas questões na linha da frente das minhas prioridades”, declarou Neves.

Para além da Cruz Vermelha, o Presidente da República visitou ainda o Programa Cabo Verde Livre de Malária, no Ministério da Saúde.

No final desta tarde vai encontrar-se com os voluntários, proporcionando um espaço de sensibilização e troca de experiências sobre o papel do voluntariado no desenvolvimento do país, tendo como mote a experiência do Sistema das Nações Unidas na matéria.

Numa mensagem endereçada à Nação a propósito do Dia da Defesa Nacional e, igualmente, Dia Internacional para a Prevenção da Exploração do Meio Ambiente em Tempos de Guerra e Conflito Armado, celebrados hoje, José Maria Neves apelou ao espírito de união dos cabo-verdianos em torno dos grandes desígnios nacionais e exortou a comunidade internacional a proteger as vítimas, sobretudo, crianças e mulheres, das guerras.

DG/AA

Inforpress/Fim

 

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos