Presidente da República é o embaixador dos I Jogos Africanos de Praia (c/áudio)

Cidade da Praia, 15 Mar. (Inforpress) – O Presidente da República foi designado embaixador dos I Jogos Africanos de Praia, que se realizam de 14 a 23 de Junho, na ilha do Sal, já referenciado como “o maior evento desportivo internacional jamais realizado no País”.

Esta informação foi revelada à imprensa esta manhã pela presidente da Comissão Organizadora dos Jogos Africanos de Praia (COJAP), Filomena Fortes, à saída de uma audiência com Jorge Carlos Fonseca, no Palácio Presidencial, onde enalteceu “todo o engajamento” do Chefe de Estado neste projecto.

Filomena Fortes, que é também presidente do Comité Olímpico Cabo-verdiano, reafirmou toda a disponibilidade do mais alto magistrado da Nação “em divulgar e fazer o máximo para que este projecto possa ir para frente”.

Quando se encontra precisamente dois meses para início dos jogos, a COJAP, segundo Fortes, vai começar ainda esta semana a construção do parque desportivo, como a “grande infra-estrutura que Cabo Verde vai criar” para se juntar às outras já existentes, como a Vila dos Atletas, numa das unidades hoteleiras de Santa Maria, e os hotéis adjacentes para a comunicação social de entre outros profissionais à volta dos jogos.

Avançou que cada um dos departamentos da COJAP, isto é, ligadas as áreas de alojamento, segurança, saúde e das infra-estruturas tem estado já a trabalhar num mesmo quartel-general, em concertação para que a abertura possa ser realizada sem sobressaltos.

Atletismo, basquetebol 3X3, andebol de praia, futebol de praia, ténis de praia, voleibol de praia, remo no mar, futebol freestyle, karaté katá, kitesurf e natação em águas abertas são as 11 modalidades que integrarão os I Jogos Africanos de Praia.

Este evento internacional conta com as chancelas dos Comités Olímpicos Africano e Internacional e a participação de mil atletas em representação dos 54 países que compõem e é apontado pelo Governo na afirmação do arquipélago, enquanto plataforma internacional de eventos desportivos de relevo.

Sabe-se, entretanto, que a África do Sul é o único país que já comunicou à organização a sua ausência destes jogos “por questões políticas internas”, ainda que nem todos os países participantes estarão a competir em todas as 11 modalidades, “por questões de qualificação”, mas que Cabo Verde, na qualidade de anfitrião vai fazer o pleno.

SR/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos