Presidente da República defende que é preciso criar uma cultura de paz em Cabo Verde

Cidade da Praia, 28 Out (Inforpress) – O Presidente da República defendeu hoje que é preciso criar uma cultura de paz em Cabo Verde, para que os vizinhos se entendam melhor, e que haja maior amizade entre colegas de trabalho, de escola e na família.

Este repto foi lançado após José Maria Neves ter visitado a feira “Amor em Ação”, um evento social e humanitário promovido pelos Jovens com Uma Missão (JOCUM), em parceria com várias instituições responsáveis pela promoção do bem-estar social.

O evento teve como propósito prestar atendimento e apresentação de serviços, esclarecimentos, orientações e aconselhamentos à população local.

O Presidente afirmou, em entrevista à imprensa, que este acto é muito bom, pois, na sua perspectiva, Cabo Verde só cresce com o empoderamento da sociedade civil e dos cidadãos em todas as áreas.

“Aqui os jovens com uma missão que antes já tinham criado as tendas El Shadai, agora estão a trabalhar com as comunidades para elevar o capital social das nossas comunidades, para criar um espírito cívico e mostrar as pessoas que vale a pena cuidarmos de nós mesmos, e cuidar-nos uns dos outros”, salientou, reforçando que iniciativas desta natureza acabam por ajudar a sociedade a crescer espiritualmente.

Neste sentido, o chefe de estado defendeu que é preciso criar uma cultura da paz em Cabo Verde, para que os vizinhos se entendam melhor, que haja maior amizade entre os colegas de trabalho, entre os membros de uma família, e os colegas numa escola.

Ainda, acrescentou que é preciso combater as incivilidades, como a destruição de sinais de trânsito, de um património público, sujar as ruas, e agredir um vizinho.

Por seu lado, o membro do Jocum, Alberto Afonso, explicou que este é o segundo ano em que realizam actividade do tipo, apesar dos treze anos desta associação, agora descentralizado às comunidades.

“No ano passado fizemos na praça, no Platô, mas como entendemos que os problemas sociais não estão no Platô, mas nas comunidades, resolvemos sensibilizar instituições para juntos realizarmos esta actividade”, contou.

Sob o lema “Amor Em Acção, o bairro de Eugénio Lima foi o primeiro escolhido para acolher a feira, no sentido de mostrar, conforme este responsável, ao povo deste bairro e de Cabo Verde, no geral, onde se dirigir quando necessitem de algo, e que em conjunto é possível fazer muito pela vida de cada um numa comunidade, ao invés de estar a marginalizar ou apontar dedo.

Como parceiros a Jocum contou nesta actividade com a Polícia Nacional, as Forças Armadas, a Comissão Nacional para os Direitos Humanos e Cidadania, a Provedoria da Justiça, Câmara Municipal, Associações, Colmeia, Verdefam, Fundação Donana, e igrejas, para mostrarem seus serviços, e sensibilizar a população para as boas práticas sociais.

ET/JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos