Presidente brasileiro inicia hoje visita oficial a Israel

Telavive, 31 Mar (Inforpress) – O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, inicia hoje uma viagem oficial a Israel, a última das três visitas bilaterais programadas para o mês de Março, sem se comprometer com a mudança da embaixada para Jerusalém.

Depois de uma viagem aos EUA e ao Chile, Bolsonaro retribui a presença do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, na sua tomada de posse a 01 de Janeiro, em Brasília, capital brasileira.

No país, Bolsonaro irá visitar a unidade de contra-terrorismo da Polícia israelita e concederá a insígnia da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul à brigada de busca e salvamento do Comando da Frente Interna de Israel que ajudou o Brasil na procura das vítimas após rompimento de barragem em Brumadinho.

O chefe de Estado do país sul-americano afirmou, no sábado, na sua conta nas redes sociais, que pretende assinar com Israel acordos em áreas como “ciência, tecnologia e defesa”.

Bolsonaro fez também saber que aproveitará a sua viagem a Israel para conhecer processos de irrigação, agricultura e piscicultura, assim como tratar de um possível “intercâmbio” entre estudantes dos dois países.

“Óptimas expectativas! Israel é uma nação amiga e juntos temos muito a somar!”, escreveu o chefe de Estado brasileiro, antes de partir para Israel.

O governante brasileiro disse ainda que “talvez” abra um escritório de negócios em Jerusalém antes de decidir transferir para essa cidade a embaixada em Israel, actualmente situada em Telavive.

Segundo Jair Bolsonaro, “muitas coisas já começaram a mudar” na relação entre o Brasil e Israel, e “continuarão a mudar” com a visita oficial, que se prolonga até quarta-feira.

Desde a campanha presidencial, Bolsonaro tem assinalado a sua intenção de aproximar os dois países, tendo concedido a Benjamin Netanyahu a Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, a mais alta condecoração brasileira atribuída a cidadãos estrangeiros, segundo informação publicada a 18 de Janeiro no Diário Oficial da União.

De acordo com um comunicado da presidência brasileira, integram a comitiva nesta visita oficial os ministros Ernesto Araújo, das Relações Exteriores; Marcos Pontes, da pasta de Ciência e Tecnologia; general Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional, e o almirante Bento de Albuquerque, do Ministério de Minas e Energia, entre outras autoridades.

A delegação brasileira será recebida no aeroporto pelo primeiro-ministro israelita, o que o Palácio do Planalto vê como “uma deferência” para com o Presidente brasileiro.

Lusa/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos