Presidências 2021: Casimiro de Pina segue campanha através das redes sociais

Cidade da Praia, 30 Set (Inforpress) – O candidato a Presidente da República, Casimiro de Pina, esteve na parte de tarde em contacto com o eleitorado através das redes sociais tendo comprometido, caso for eleito, cumprir “fielmente” a Constituição.

“Os cabo-verdianos conhecem Casimiro de Pina e sabem que travou combates raros quanto ao princípio da Constituição e a postura do Presidente que deve ser um símbolo da unidade da Nação e do Estado”, disse à Inforpress lembrando aos cabo-verdianos que o PR em Cabo Verde não governa e não deve ter qualquer pretensão em termos de governação.

Cumprindo esse propósito, afirma que agirá com “lealdade constitucional” face ao Governo, mas atento aos problemas da sociedade cabo-verdiana, pois, segundo disse, a Constituição não é um contracto formal, mas um livro com valores fundamentais e que tem a ver com a liberdade, justiça, solidariedade e pluralismo.

“Tenho uma concepção principialista e actuante do Estado de Direito, pelo que para mim um PR tem de ter a capacidade de ler a Constituição, na profundidade dos seus princípios e tentar materializá-lo no âmbito das suas competências”, disse, ressaltando que não é qualquer um que deve candidatar-se a Presidente da República, visto não se tratar de um empreiteiro das obras públicas, mas o vértice do Estado, pelo que tem de perceber a dimensão simbólica dos seus poderes.

Referindo-se à diáspora cabo-verdiana, o candidato começa por prometer “muita coisa”, pois diz não conseguir compreender Cabo Verde, sem a dimensão da diáspora, seja na vertente económica, científica ou cultural.

O presidente, segundo disse, deve ser o grande catalisador das “energias” que o país tem na diáspora para que trabalhem em prol do arquipélago.

Mas já quanto ao impedimento da candidatura do emigrante cabo-verdiano por possuir dupla nacionalidade, Casimiro de Pina afirma que a norma tem razão de ser e vai mais longe ainda ao garantir que não se trata de um impedimento apenas do País.

“É uma restrição que tem a sua razão de ser, mas isto não pode inibir debates sobre o tema, pelo que a norma deve ser discutida para que possa haver outras visões. O PR deve sim estimular este debate”, acrescentou.

O candidato Casimiro de Pina vai estar esta sexta-feira, 01 de Outubro, no concelho da Praia para contactar os eleitores e persuadi-los a votarem, no dia 17 de Outubro, Casimiro de Pina por ser, segundo disse, a melhor escolha para a Presidência da República.

Nas presidenciais do dia 17 de Outubro, nos dois círculos eleitorais, nacional e estrangeiro, concorrem sete candidatos: Fernando Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro). Venceu Jorge Carlos Fonseca, à primeira volta para um segundo mandato, com 74% dos votos.

PC/HF

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos