Presidenciais’2021: Carlos Veiga apresenta-se no primeiro comício como o garante da estabilidade política e governativa

Cidade da Praia, 01 Out. (Inforpress) – O candidato presidencial Carlos Veiga afirmou na noite desta quinta-feira, em Vila Nova, Praia, que a vitória da sua candidatura no escrutínio de 17 de Outubro é essencial para garantir a estabilidade política e governativa em Cabo Verde.

No seu primeiro comício desta campanha eleitoral na corrida ao Palácio Presidencial, o candidato apoiado pelo Movimento para a Democracia (MpD, poder), partido que esteve representado neste acto público ao mais alto nível pelo seu presidente, Ulisses Coreia e Silva, e também por representantes da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), disse ser o garante “do voto democrático dos cabo-verdianos”.

“A minha candidatura é importante e necessária, essencialmente num período que Cabo Verde, assim como outros países, passam por dificuldades devido à pandemia”, referiu o pretendente ao Palácio do Platô, para quem, nesta eleição presidencial, “importa saber se a vontade do povo cabo-verdiano expressa nas Legislativas vai ter continuidade em Outubro”.

Perante uma “moldura humana” marcada, sobretudo, pela juventude, Carlos Veiga disse orgulhar-se pelo facto de Cabo Verde ser um País que desde a sua abertura política, em 1991, sempre se pautou por uma estabilidade política, pelo que criticou os candidatos que, a seu ver, estão nesta corrida para “criarem a instabilidade ao Governo”.

“Vamos ganhar estas eleições para unir os cabo-verdianos, lutar contra desafios. O primeiro grande desafio é ganhar a batalha contra a covid-19, para sermos capazes de ter um Presidente da República que suporta e apoia todo o trabalho que tem sido feito pelo Governo e pelo povo cabo-verdiano, de modo que o País regresse ao caminho do desenvolvimento”, asseverou.

Para o primeiro primeiro-ministro da II República, é importante, nesta caminhada, votar na sua candidatura, para que Cabo Verde tenha um Presidente que vá ao encontro das políticas executadas pelo Governo, com vista à recuperação do desenvolvimento, ao crescimento da economia, à redução do desemprego e ao avanço no desenvolvimento social.

Carlos Veiga vai estar esta manhã em contactos directos, porta-a-porta. com o eleitorado do concelho da Ribeira Grande de Santiago, para à tarde deslocar-se à ilha do Maio para as primeiras acção da sua campanha destas presidenciais, fora da ilha de Santiago.

Nas presidenciais do dia 17 de Outubro, nos dois círculos eleitorais, nacional e estrangeiro, concorrem sete candidatos, nomeadamente Fernando Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro). Venceu Jorge Carlos Fonseca na primeira volta para um segundo mandato, com 74% dos votos.

SR/JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos