Presidênciais’2021: “A minha eleição como Presidente da República é fundamental para Cabo Verde”, Carlos Veiga

Cidade da Praia, 03 Out (Inforpress) – O candidato presidencial Carlos Veiga disse na noite de sábado, em Assomada, que a sua eleição ao cargo de Presidente da República “é fundamental para Cabo Verde” e que 17 de Outubro “representa a consolidação da democracia”.

No comício realizado no polivalente do centro da cidade, no qual o candidato “Unir para Avançar” contou com o apoio da presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina, que apelou aos munícipes a votarem massivamente nesta candidatura para “manter a segurança e a tranquilidade do País”, Carlos Veiga revelou ter ligações familiares enraizadas nesta cidade.

Sempre apoiado por uma multidão que abarrotou as bancadas desta infra-estrutura desportiva, recordou que enquanto primeiro-ministro foi importante a sua actuação para a instituição do poder local eleito democraticamente, pelo que considerou “Assomada como um triunfo e uma região na qual almeja contar com a maior vitória nas próximas eleições presidenciais”.

“Assomada é um símbolo da liberdade e da democracia. Foi um dos lugares que abraçou a democracia e a liberdade com maior rapidez e pujança. Estamos aqui num município da democracia e da liberdade”, referiu o aspirante ao palácio presidencial, que voltou a alertar a todos para a necessidade de vencer a batalha contra a covid-19.

Veiga acusou um dos seus opositores nesta corrida ao cargo de mais alto magistrado da Nação de ter já manifestado a sua intenção em revogar a Constituição da República, dissolver o parlamento e demitir o Governo, eleito pelo povo nas legislativas de Abril último, alegando que este aspirante quer um poder pessoal que fere a democracia.

“Hoje, mais do que nunca, temos de defender a nossa democracia e a nossa liberdade porque o progresso em Cabo Verde chegou com a democracia e a liberdade e nunca por ditadores. Cabo Verde não precisa que uma só pessoa se vista de ditador para governar Cabo Verde como quiser. 15 anos foi suficiente. Agora o povo quer mais democracia e liberdade”, avisou Veiga.

Carlos Veiga vai concentrar-se ao longo deste domingo na cidade da Praia, para contactos directos com o eleitorado do Bairro Craveiro Lopes e de Achadinha no período da manhã, para à tarde realizar um “Grande encontro com as mulheres para uma conversa aberta sobre os direitos e desafios das mulheres”, na Assembleia Nacional.

Nas presidenciais do dia 17 de Outubro, nos dois círculos eleitorais, nacional e estrangeiro, concorrem sete candidatos, nomeadamente Fernando Delgado, Gilson Alves, José Maria Neves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro). Venceu Jorge Carlos Fonseca na primeira volta para um segundo mandato, com 74% dos votos.  

SR/HF

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos