Presidenciais 2021: José Maria Neves confiante numa “grande vitória” logo à primeira volta

Cidade da Praia, 04 Set (Inforpress) – O candidato às eleições presidenciais de 17 de Outubro em Cabo Verde José Maria Neves declarou-se este domingo, 03, confiante numa “grande vitória” da sua candidatura logo à primeira volta.

Em conversa com os jornalistas, depois de mais um dia de campanha na cidade da Praia, o candidato que tem como slogan “juntemos as mãos, cabeça e coração” disse que tem havido uma onda crescente desse movimento cívico que diz ser a sua candidatura.

“A campanha está a decorrer muito bem, esta onda está a crescer todo o dia. Este nosso movimento cidadão está a crescer de Santo Antão a Brava. As fotografias que estamos a receber da diáspora são extraordinárias. E isto significa que esta onda está a ganhar e está cada vez mais fantástica, e com certeza que no dia 17 conseguiremos, já na primeira volta, uma grande vitória”, disse.

José Maria Neves, que durante a pré-campanha visitou todas das ilhas do país e vários países estrangeiros, onde a comunidade cabo-verdiana é mais expressiva, tem-se apresentado como um candidato a Presidente da República com capacidade para mobilizar os cabo-verdianos no país e na diáspora para “levantar” o País e criar um “ambiente mais positivo”.

Desde início da campanha eleitoral, a 30 de Setembro, o candidato, que conta com o apoio político do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), já visitou a ilha de São Vicente, de Santo Antão e Santiago, pedindo aos cabo-verdianos que no dia 17 não deixem de ir às urnas para promover a mudança e garantir o equilíbrio do sistema e a estabilidade democrática.

“Precisamos de Presidente que une os cabo-verdianos e que não traz o discurso do filho de dentro e filho de fora, que não traz mais o discurso de ´pedra não joga com garrafa´, que não traz mais os discursos de ´lobo vestido de cordeiro´ ou de ´jogar e apitar´, ou um Presidente que nos mande apertar o cinto. Precisamos de um Presidente que estará sempre do lado dos cabo-verdianos”, disse, num mini-comício em Achada Santo António, no início da noite de domingo.

José Maria Neves, que foi primeiro-ministro de Cabo Verde por três mandatos consecutivos, considera que deixou um legado importante ao povo cabo-verdiano, enquanto chefe do Governo, e quer agora ser o mais alto magistrado da Nação para continuar a servir o seu país e a realizar os sonhos dos cabo-verdianos.

Aponta a reconstrução do país no pós-pandemia e a aceleração do processo de modernização e transformação como sendo as suas prioridades.

A consolidação do Estado de Direito, o reforço da confiança da justiça, a melhoria da coesão social e da prosperidade inclusiva, a descentralização insular e a governação territorial, a unificação do território e o relançamento da economia são algumas propostas da sua candidatura.

Nas presidenciais do dia 17 de Outubro, concorrem outros seis candidatos – Fernando Delgado, Gilson Alves, Carlos Veiga, Hélio Sanches, Casimiro de Pina e Joaquim Monteiro.

As últimas eleições presidenciais em Cabo Verde ocorreram no dia 02 de Outubro de 2016, com três candidatos (Albertino Graça, Jorge Carlos Fonseca e Joaquim Monteiro), venceu Jorge Carlos Fonseca na primeira volta com 74% dos votos, para um segundo mandato.

MJB/JMV
Inforpress/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos