Presidência da República e ACLCVBG promovem semana de reflexão de sobre a VBG

Cidade da Praia, 22 Mar (Inforpress) – A Presidência da República e a Associação Cabo-verdiana de Luta contra a Violência com base no Género (ACLCVBG) promovem, no mês de Maio, uma semana de reflexão sobre a VBG com o objectivo de encontrar caminhos para o combate a esse flagelo.

O projecto foi socializado hoje durante uma mesa-redonda realizada no Palácio da Presidência da República e que reuniu representantes de diversas instituições que lidam com essa problemática, com objectivo de recolher subsídios para o enriquecimento do programa da semana de reflexão que terá lugar de 13 a 17 de Março.

O evento tem como objectivo primordial a análise dos caminhos trilhados pelo país relativamente à questão da igualdade de género e o combate à VBG e contribuir assim para emergir novas respostas e estratégias para consolidar os ganhos alcançados.

Vicenta Fernandes, presidente da ACLCVBG, salientou que as violências com base no género constituem problemas sociais complexos que perpassam todas as sociedades, afectando mulheres e homens de todos as idades, nível de instrução e condição socioeconómica.

Neste sentido, adianta que urge a realizado de um debate alargado com todos os actores e agentes que trabalham na promoção da igualdade de género, em particular com os que actual no combate ao VBG.

“Trata-se de uma luta que não deve ser só do Governo, só das associações, mas sim uma luta que deve ser de toda a sociedade. Por isso que nós achamos interessante juntar esforços e as sinergias para combater esse fenómeno em Cabo Verde”, disse.

Da parte da presidência, o chefe da Casa Civil, Manuel Faustino, disse que o envolvimento é total.

“O Presidente da República na sua mensagem à nação no final de ano, ao falar dos grandes problemas do país fez referência explicita á questão da VBG e da necessidade de enfrentarmos esse problema que nos envergonha e na altura assumiu o compromisso de desenvolver uma acçao de reflexão com outros parceiros sobre esta matéria”, lembrou este responsável.

E porque ACLCVBG já tinha um projecto de promoção de um evento de reflexão a Presidência da República juntou-se a associação para um evento de maior dimensão, realçou Manuel Faustino.

“Neste momento estamos a trabalhar em conjunto e a ideia é desenvolver uma ação colectiva para que no mês de Maio haja uma grande reflexão nacional com parcerias internacionais que nos permita ajudar a encontrar caminhos para fazer face a esta situação que nos aflige a todos”, explicou.

Do programa da semana, hoje socializado, prevê-se a realização de uma conferência internacional de dois dias, onde serão apresentadas as experiências de diversos países como EUA, Portugal, Brasil, Guiné Bissau e Espanha, um workshop sobre a gestão da raiva, um outro workshop sobre a saúde emocional, oficina de arte e exposição sobre “A arte e o Amor”.

Dados oficiais mostram que nos últimos anos o país tem deparado cum fenómeno preocupante que é o feminicídio, ou seja, o assassinato da mulher em razão de género. Foram sete casos em 2017 e oito em 2018.

MJB/FP

Inforpress/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos