Praia: VII edição do Festival internacional de teatro encerra-se hoje com o espetáculo “Uma Escuridão Bonita”

Cidade da Praia, 26 Out (Inforpress) – A VII edição do Festival de Teatro do Atlântico (TEARTI), que decorre desde o dia 17 de Outubro, termina hoje com o espetáculo “Uma Escuridão Bonita” a ter lugar no Centro Cultural Português pelas 19:00.

Depois da estreia em Portugal, o segundo espetáculo coproduzido entre a Companhia de Teatro de Sintra – Chão de Oliva , Portugal e a Companhia de Teatro Fladu Fla, a história escrita pelo premiado escritor angolano Ondjaki, chega a Cabo Verde.

Com encenação e adaptação de Paula Pedregal, da Companhia de Teatro portuguesa e interpretação da dupla de actores da companhia Fladu Fla, Sheila Martins e Álvaro Cardoso, todo o espetáculo atravessa momentos de poesia e silêncio, em contraciclo com o frenesim do quotidiano que vivemos actualmente, segundo um comunicado enviado à Inforpress hoje.

Na história de Ondjaki, numa das muitas noites em que falta a luz em Luanda, dois adolescentes ensaiam o seu primeiro beijo, que precisa de muitos ensaios e momentos de aproximação e afastamento. As duas personagens centrais estão na varanda da avó Dezanove, às escuras, à espera do “cinema bu”: um cinema que só acontece quando um carro passa com a velocidade e os faróis certos para projetar sombras e imagens
nas paredes brancas das casas da rua escura”, lê-se no documento.

Paula Pedregal, codiretora artística no Chão de Oliva, pensou este espetáculo em torno de questões que a preocupam actualmente: “uma das questões mais imediatas relaciona-se com o impacto da tecnologia na saúde mental destas crianças e adolescentes”.

Segundo a mesma fonte, há também nesta criação uma reivindicação: “Questionar a mercantilização do lazer e exigir o direito ao ócio, o tempo sem obrigações, como premissa essencial e obrigatória, para um crescimento saudável, o direito de ter tempo para brincar, não fazer nada, para conversar, para contemplar, para imaginar ou ouvir o silêncio”.

Sob o lema “Sodadi” , a VII edição do TEARTI contou com a participação de oito companhias nacionais e internacionais: Espanha, Portugal e Brasil, e, de Cabo Verde, participaram grupos das ilhas de Santiago e da Boa Vista.

Os espectáculos decorreram no Centro Cultural Português, no Palácio da Cultura Ildo Lobo e no cinema do Platô, com um número de grupos inferior em relação aos anos anteriores, devido à falta de financiamento, segundo Jailson Miranda, director de produção da Companhia Fladu Fla, promotora do festival.

TC/JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos