Praia: Prisão preventiva para suspeito de crime de roubo agravado com violência sobre pessoas

Cidade da Praia, 16 Abr (Inforpress) – O Tribunal da Comarca da Praia decretou prisão preventiva para um suspeito da prática, em co-autoria, de um crime de roubo agravado, com uso de violência sobre pessoas e um crime de armas na capital do País.

A informação é hoje avançada pela Polícia Judiciária, entidade que havia comunicado a detenção do visado na terça-feira, 14.

Em comunicado, a Polícia Judiciária detalha que deteve o indivíduo de 20 anos através da Secção de Investigação de Crimes Patrimoniais (SICP) – Brigada de Combate ao Banditismo, em cumprimento de um mandado do Ministério Público.

O mesmo, que foi detido fora flagrante delito, conforme a PJ, é residente em Tira Chapéu, Praia.

Sob ele caem as acusações da prática, em co-autoria, de um crime de roubo agravado, com uso de violência sobre pessoas e um crime de armas, supostamente ocorrido no dia 15 de Outubro de 2019, num estabelecimento comercial, no bairro de Terra Branca.

O detido faz parte, de acordo com a mesma fonte, de um grupo de cinco indivíduos que, aquando do cometimento dos crimes, terá usado uma arma de fogo para obrigar as vítimas a entregar quantias da caixa registadora em dinheiro, telemóveis e uma mochila.

Outros três supostos envolvidos na prática desses crimes já haviam sido detidos, no passado dia 05 de Dezembro de 2019, tendo o Tribunal lhes aplicado prisão preventiva, conforme precisou a mesma fonte.

Também em prisão preventiva se encontra um quinto elemento supostamente pertencente a este grupo, mas detido no âmbito de um outro processo.

A PJ avança ainda que, na sequência das buscas efectuadas às residências dos suspeitos, em Dezembro último, foram encontrados e apreendidos uma arma de fogo calibre, 6,35 mm, munições, telemóveis, facas, alicates e vestuários, que se presumem terem sido utilizados na prática dos crimes.

GSF/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos