Portugal: Gastronomia cabo-verdiana apresentada e divulgada na “Festa Criola” em Lisboa

Lisboa, 03 Nov (Inforpress) – A edição de 2023 da “Festa Criola”, promovida pelo projecto Lisboa Criola, vai ser uma oportunidade para apresentar e divulgar a gastronomia cabo-verdiana, num evento que também vai reunir música e desporto na capital portuguesa.

Idealizado por Dino d’Santiago e Mónica Rey, a “Festa Criola” arrancou esta quinta-feira, 02, no Bairro Portugal Novo (Largo Roque Laia), com uma conversa sobre “Repensar Portugal”, entre Didi, Papillon e Eva Rap Diva, moderada por Cláudia Semedo.

Para hoje, no Alfama (Museu do Fado), será apresentada a colecção cápsula Selma Uamusse Design Collection by Samissone.

De acordo com a programação, já no sábado, 04, último dia do evento, será a vez de Hub Criativo do Beato, onde de manhã haverá um “brunch criolo” e workshops de dança afro e de breakdance.

Conforme a organização, na parte gastronómica “vai ser mesa onde os sabores criolos ganham vida”, em que a “viagem gastronómica” de “África à Ásia” vai juntar quatro chefs, sendo Lina (Cabo Verde), Carmen (Angola), Sahida (Bangladesh) e Ploy (Tailândia).

De Cabo Verde também vão estar uma cachupa rica da Ângela e da sua família, bem como a feijoada de congo da Taberna dos Amigos, e bolo de banana com caramelo de cana de açúcar.

No sábado, a “Festa Criola” que este ano homenageia o cantor angolano Bonga, terá concertos, com o próprio Bonga, mas também a Iolanda, Silk Nobre e a cabo-verdiana Éllàh.

O projecto Lisboa Criola arrancou em Julho de 2021 com uma programação online que juntou artistas de áreas como a música, gastronomia e as artes plásticas, visuais e performativas, pretende “celebrar e amplificar a mistura cultural” da cidade de Lisboa.

DR/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos