Portugal: Dois cabo-verdianos morrem em acidente de trabalho em Viana do Castelo

Lisboa, 30 Jan (Inforpress) – Dois cabo-verdianos, de 20 e 35 anos, morreram na segunda-feira, 29, depois de terem caído de uma altura de 12 metros quando estavam a trabalhar numa plataforma giratória, nos estaleiros de Viana do Castelo.

De acordo com informações avançadas pela imprensa portuguesa e recolhidas pela Inforpress, os dois homens trabalhavam para o grupo Martifer, que já abriu um inquérito interno para esclarecer a origem do acidente de trabalho.

Os dois trabalhadores eram subcontratados e estavam a trabalhar na reparação de um navio quando ocorreu o acidente, que já foi comunicado ao Ministério Público e será reportado à Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT).

No local, depois do alerta dado pela 19:50, estiveram os Sapadores de Viana do Castelo, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Viana do Castelo e Barcelos, a ambulância do INEM do hospital de Viana do Castelo, a equipa de psicólogos do INEM e a Polícia Marítima.

No último ano, milhares de cabo-verdianos conseguiram visto de trabalho para Portugal, tendo, em Setembro, a embaixada portuguesa, na cidade da Praia, revelado que Portugal já tinha concedido até a altura, 4.948 vistos de trabalho a cabo-verdianos em 2023, um valor superior à totalidade dos vistos dados nos quatro anos anteriores, que totalizaram 4.888.

O embaixador de Portugal em Cabo Verde, Paulo Lourenço, avançado que até a altura os serviços consulares de Portugal, na cidade da Praia, já tinham emitido 8.700 vistos, mais mil vistos do que durante todo o ano de 2022.

A procura aumentou, depois de em Outubro de 2022, entrar em vigor o novo regime de entrada de imigrantes em Portugal, que prevê uma facilitação de emissão de vistos para os cidadãos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

DR/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos