Portugal/Bairro da Jamaica: Dois agentes da PSP alvo de processo disciplinar  

Lisboa, 29 Mar (Inforpress) – Dois agentes da Polícia de Segurança Pública (PSP) foram alvo de processo disciplinar por causa da intervenção policial no bairro da Jamaica, no Seixal, Portugal, a 20 de Janeiro, informou hoje o Ministério da Administração Interna (MAI).

Conforme informações avançadas pelo Público, o processo de inquérito foi elaborado pela PSP e concluído há uma semana. O mesmo resultou, segundo uma nota do MAI português, na instauração de dois processos disciplinares por despacho do director nacional da PSP.

Outro resultado foi, segundo a mesma fonte, a prorrogação da instrução do inquérito por 15 dias úteis com vista à realização de diligências complementares no âmbito do processo.

Em 20 de Janeiro, incidentes entre a PSP e moradores no bairro da Jamaica, no Seixal, distrito de Setúbal, resultaram em cinco civis e um polícia feridos, sem gravidade, tendo sido detida uma pessoa, entretanto libertada.

Segundo a Polícia, a PSP foi alertada para “uma desordem entre duas mulheres”, tendo sido deslocada para o local uma equipa de intervenção rápida da PSP de Setúbal. Na ocasião, um grupo de homens reagiu à intervenção dos agentes da polícia quando estes chegaram ao local, atirando pedras.

Nas redes sociais foram colocados vídeos a circular em que são visíveis confrontos entre agentes policiais e moradores do Bairro da Jamaica. O incidente originou várias manifestações de pessoas que condenaram o acontecimento.

Além da PSP, também o Ministério Público abriu um inquérito.

O Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, publicou dias depois ao ocorrido no Facebook que estava a procurar “informações concretas” sobre os incidentes entre moradores e a polícia no bairro da Jamaica, onde vivem cidadãos de origem cabo-verdiana.

GSF/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos