Portugal: Associação já apoiou “mais de 300 cabo-verdianas” com cancro de mama nos últimos sete anos (c/áudio)

Lisboa, 31 Out (Inforpress) – A Associação Amigas do Peito tem apoiado centenas de mulheres dos PALOP em tratamento do cancro da mama em Portugal, na sua maioria de Cabo Verde, em que nos últimos sete anos esse número já ultrapassou os 300.

A informação foi avançada hoje à Inforpress pela presidente Associação Amigas do Peito, Emília Vieira, que é também médica cirurgiã oncológica no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, à margem do evento científico de dois dias que termina esta terça-feira, sobre o cancro da mama, no âmbito do 3º Encontro Outubro Rosa, promovido por esta organização.

“Até ao momento, a Associação Amigas do Peito já apoiou mais de 300 mulheres de Cabo Verde, isto nos últimos sete anos, que foi a partir do momento que tivemos a nossa sede em 2016, porque com as instalações passamos a ter outra maneira de poder ajudar”, explicou.

Na opinião de Emília Vieira, o trabalho que a Associação Amigas do Peito tem feito tem ajudado às mulheres que chegam dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) para tratamento do cancro da mama, na medida que cria um núcleo local onde elas se sentem bem.

“As nossas instalações é onde podem vir, onde estão fora do hospital, onde se juntam e onde para workshops e oficinas, e sentem-se bem, porque de alguma maneira procuramos ajudar e ver o que necessitam mais para procurar ajudar (…). Há uma interajuda entre as doentes, mas também procuramos sensibilizar as pessoas para as limitações e falhas que elas têm”, frisou.

A Associação Amigas do Peito, que existe desde 2008, é uma instituição de solidariedade social que informa, esclarece e ajuda a humanizar o cancro da mama.

A associação trabalha essencialmente com pessoas que vêm de outras regiões de Portugal e dos (Cabo Verde, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe) que chegam a Lisboa para tratamento do cancro da mama.

O 3º Encontro Outubro Rosa conta com participação de especialistas portugueses e cabo-verdianos que estão a abordar questões relacionadas com os ganhos e desafios na área do cancro da mama.

Na segunda-feira, 30, o evento contou com a presença do ministro das Comunidades, Jorge Santos, em representação do Governo, e do embaixador de Cabo Verde em Portugal, Eurico Monteiro.

À margem do encontro, a Associação Amigas do Peito realizou um concerto solidário, no domingo, 29, que conta com a participação da cantora cabo-verdiana Solange Cesarovna, das artistas Cristina Clara e Cristina Medeiros e de 100 elementos da Banda da Armada Portuguesa.

DR/AA

Inforpress/Fim

 

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos