Porto Novo/Tarrafal de Monte Trigo: Operadores insistem na construção dos miradouros nessa zona turística

Porto Novo, 08 Nov (Inforpress) – Os operadores turísticos no Tarrafal de Monte Trigo, no concelho do Porto Novo, Santo Antão, insistiram hoje na necessidade de se avançar com a construção dos miradouros turísticos na localidade. 

Alguns operadores turísticos locais, abordados pela Inforpress, lembraram que a Câmara Municipal do Porto Novo chegou a lançar, já há alguns anos, as obras de construção de dois miradouros turísticos no Tarrafal de Monte Trigo, que, entretanto, nunca avançaram. 

A zona turística, uma das mais visitadas da ilha de Santo Antão durante a época alta do turismo nesta ilha, precisa desses miradouros, segundo o operador turístico local João da Luz. 

Entretanto, a Inforpress soube junto da edilidade porto-novense que está prevista para 2024 a construção de um miradouro na Celada do Tarrafal de Monte Trigo, projecto constante do plano de investimentos municipais para o próximo. 

Além disso, Tarrafal de Monte Trigo, que está a ser alvo do projecto de valorização das aldeias rurais, a cargo do Governo, com investimentos superiores a 60 mil contos durante três anos, vai ser contemplado também com a criação de um posto de informação turística. 

A nível do Governo, essa localidade vai ser contemplado, nos próximos anos, com investimentos que deverão rondar os 250 mil contos. 

A construção do troço da estrada Ponta de Atum – Praia, a requalificação da orla marítima e a construção do molhe acostável (quebra-mar) são os investimentos já financiados pelo Banco Mundial a ser realizados na zona turística do Tarrafal de Monte Trigo, cujo arranque deverá ocorrer já a partir do próximo. 

Os termos de referência já foram aprovados para a elaboração dos estudos destes projectos, prevendo-se que os investimentos tenham início ainda em 2024, segundo um documento a que a Inforpress teve acesso. 

JM/AA 

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos