Porto Novo: Equipa de Madrugadores acusa organização da copa de futsal de “mandar e desmandar” na competição

Porto Novo, 06 Nov (Inforpress) – A equipa de Madrugadores acusou o Grupo Dinamizador dos Desportos de Salão do Porto Novo de “mandar e desmandar a seu bem querer” na copa de futsal deste município, “por não haver autoridade reguladora que os controla”.

Em comunicado enviado à imprensa, os Madrugadores, uma das equipas que participam na edição 2023 da copa de futsal do Porto Novo, manifestou hoje a sua preocupação como a forma como tem sido organizado este evento, acusando a organização de “perseguir” esta agremiação desportiva.

A denúncia surge a propósito de um protesto sobre um jogo envolvendo as equipas do Trepos (Paul) e Africana Unida (Porto Novo), em que a formação dos Madrugadores é “parte interessada”.

O protesto foi, porém, considerado improcedente pela organização, alegando que os Madrugadores se equivocaram na interpretação do regulamento.

“O Grupo dinamizador dos Desportos de Salão do Porto Novo vem, há anos, fazendo das suas na competição, mandando e desmandando a seu bem querer, por não haver autoridade reguladora e que os controla”, avançou em comunicado os Madrugadores, que dizem sentir-se “muito prejudicados” e perseguidos pela organização da copa.

O Grupo Dinamizador dos Desportos de Salão do Porto Novo garantiu que o protesto, em que os Madrugadores reclamam a derrota da equipa do Trepos por utilizar um jogador castigado, foi indeferido, argumentando que o jogador em causa cumpriu o castigo.

JM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos