Porto Novo em vias de receber investimentos privados de 2,4 milhões de contos na agricultura e energias renováveis

Porto Novo, 16 Set (Inforpress) – O município do Porto Novo (Santo Antão) encontra-se em vias de receber o maior projecto privado da sua história, estimado em 2,4 milhões de contos, com aprovação da convenção de estabelecimento entre o Estado e os investidores.

Trata-se do projecto Aquasun, a cargo de um grupo de investidores britânicos, que, com a aprovação da convenção de estabelecimento, dá mais um passo com vista à sua materialização, aguardada há dois anos pelas autoridades municipais, que, além de “todo o apoio institucional necessário”, está ainda “disponível” para ceder terrenos para a implementação do projecto.

O projecto em carteira desde 2017 incide na área agro-industrial e energias renováveis e consiste na montagem de uma unidade de dessalinação capaz de produzir 3.500 metros cúbicos de água/dia para agricultura e na instalação de um parque solar de 2,5 mega watts.

O Governo aprovou, semana passada, a convenção de estabelecimento com os investidores, que pretendem, com este projecto, que poderá arrancar ainda em 2019, desenvolver uma agricultura industrial, “em grande escala”, no concelho do Porto Novo, com uma produção estimada em 1.400 toneladas/ano, destinada, sobretudo, ao mercado turístico do Sal e Boa Vista.

De acordo com o projecto, um terço de toda a produção agrícola será feita através de um centro de hidroponia, que será instalado nos arredores da cidade do Porto Novo.

Os responsáveis municipais acreditam que há “boas perspectivas” deste investimento “de grande envergadura” avançar ainda no decurso deste ano de 2019 ou nos princípios de 2020.

“Em 2019, conseguiremos materializar objectivos a nível actividade privada, particularmente no turismo, mas também temos perspectivas em outros domínios, como a pesca, energias renováveis  e dessalinização de água para agricultura”, acredita o presidente da câmara do Porto Novo, Aníbal Fonseca.

O autarca tem estado a exortar o Governo a “fazer os possíveis” para que o projecto Aquasun seja materializado, pelo impacto que terá na económica santantonense.

Depois da assinatura do memorando de entendimento entre o Governo, através do Tradeinvest, a câmara do Porto Novo e os investidores, foi agora aprovada, em Conselho de Ministros, a convenção de estabelecimento que vai garantir isenções aduaneiras e fiscais aos investidores na importação de materiais destinado a construção das infra-estruturas.

O grupo, que já visitou Porto Novo, por algumas vezes,  pretende ainda investir na transformação do centro de expurgo deste concelho num centro de transformação agro-industrial, para tratamento, transformação, certificação e comercialização dos produtos agrícolas.

JM/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos