Porto Novo: Autarquia vai apoiar agricultores na modernização do sector agrícola

Porto Novo, 12 Nov (Inforpress) – Os agricultores porto-novenses vão receber, a partir de Janeiro de 2024, apoios da Câmara Municipal do Porto Novo para a modernização da sua actividade, designadamente na instalação da rega gota a gota.

Os apoios, segundo a edilidade porto-novense, estão previstos no quadro das intervenções previstas pela câmara municipal ao longo do próximo ano, na agricultura, à volta de seis mil contos, as quais consistirão ainda na implementação do projecto hidro-agrícola de Lajedos e no apoio aos projectos ligados ao agro-negócio.

O município do Porto Novo apresenta, actualmente, uma taxa de cobertura de rega gota a gota “muito acima da média nacional”, conforme dados fornecidos pelos serviços locais do Ministério da Agricultura e Ambiente, segundo os quais a taxa de penetração da rega gota a gota neste concelho anda à volta dos 57 por cento (%).

Este sistema moderno de irrigação abrange 579 agricultores em todo o concelho, distribuídos por 151 hectares de terrenos, uma cobertura que, avançou a mesma fonte, “ultrapassa de longe a média nacional”.

Porto Novo regista também “uma boa taxa de adesão” dos agricultores em relação ao programa de subvenções para a aquisição da rega gota a gota, que já beneficiou 124 lavradores distribuídos por 14 hectares de terrenos, estando, nesta altura, vários processos em andamento.

Enquanto isso, Porto Novo vai ser o “município piloto” para receber já em 2024 o programa de mobilização de água para agricultura de rendimentos, financiado pela Hungria em 30 milhões de dólares, conforme apurou a Inforpress junto da autarquia.

No quadro deste programa Porto Novo terá uma área de mais de 100 hectares de terrenos nas zonas de Gaboeza, Ponte Sul e Morro Preto, no interior do município, que será preparada para a prática de agricultura industrial.

JM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos