Porto Novo: Agricultores de Casa de Meio acreditam no projecto agro-industrial de Santo Antão – associação

Porto Novo, 21 Set (Inforpress) – Os agricultores de Casa de Meio, no município do Porto Novo, têm “muita esperança” no projecto agro-industrial de Santo Antão, que prevê investimentos de 35 milhões de euros na agricultura na ilha, conforme a associação de classe.

Segundo o presidente da associação, Hipólito Lima, os lavradores da Casa de Meio estão “esperançosos”  neste projecto, que permitirá, já  em 2022, resolver o problema de mercado para os produtos agrícolas em várias localidades do concelho do Porto Novo, além do impacto que terá no combate às pragas.

Os produtores agrícolas vão poder vender toda a sua produção à Aquasun Energia e Água, empresa promotora deste projecto,  estimado em 35 milhões de dólares, esperando, assim, resolver um dos problemas que têm condicionado a agricultura no concelho do Porto Novo, que se prende com a falta de mercado.        

Em Ponte Sul/Chã de Mato, outra zona abrangida pelo projecto, o representante dos  agricultores, Augusto Fortes, diz os lavradores desta localidade estão, também, “muito confiantes” neste projecto, já que “pode ajudar a resolver o problema de mercado”.  

O projecto agro-industrial de Santo Antão, cujo início se prevê para ainda este mês de Setembro,  consiste na montagem de um parque solar de 7.5 mega watts e uma unidade de dessalinização da água do mar de mais de 3.500 metros cúbicos de água por dia para a promoção da agricultura, pecuária e transformação agro-industrial.

A empresa promotora, além destes investimentos, pretende ainda instalar em Santo Antão um centro agro-industrial para a transformação e certificação de produtos, além de adquirir toda a produção agrícola nas zonas de Casa de Meio, Lajedos e Ponte Sul.  

JM/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos