Parlamento suspende debate sobre lei da regionalização por proposta da UCID

Cidade da Praia, 29 Mar (Inforpress) – A sessão parlamentar da tarde de hoje, que discutia na especialidade, a lei da regionalização, foi suspensa por proposta da UCID, com o argumento de que o documento não foi bem analisado pela Comissão Paritária.

A União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID, oposição), na voz do seu presidente António Monteiro, propôs a suspensão dos trabalhos para que a proposta fosse novamente apreciada e aprovada na próxima sessão plenária.

“Todos nós deveríamos ter o bom senso de pressionar, para que a Comissão Paritária funcionasse, e pudéssemos ter com todas as arrestas aperfeiçoadas, mas não fizemos isso e estamos num impasse com um documento que é muito importante”, explicou António Monteiro.

A bancada parlamentar do Movimento para Democracia (MpD, situação) considerou que havia necessidade de aprovação de globais e finais dos artigos em mãos, tendo sugerido inclusive que os trabalhos continuassem além da hora prevista.

“Nós vamos agendar o diploma, eventualmente não teremos tempo para discussão de todos os artigos, mas será em sessão plenária, visto que a Comissão Paritária neste momento não faz sentido”, apontou o líder do grupo parlamentar, Rui Figueiredo.

Já o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição), pela voz do deputado João Batista, avançou ser “evidente, aquilo que não se fez em tantos meses”, e que poderia ser fundamental, neste momento, não vai ser entendido agora, ajuntando que não seria segura a continuação da discussão do diploma.

“Entretanto, o partido da maioria considera que não devemos ir à Comissão Paritária, então voltaremos na próxima sessão com os mesmos riscos que estamos aqui a correr, pois, o chumbo do artigo referente aos órgãos deu-se justamente por esse facto”, precisou.

Desta forma, a discussão da proposta de lei que cria as regiões administrativas e regula o seu modo de eleição, as suas atribuições e organização, ficou adiada para próxima sessão plenária.

HR/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos