Oferta pública de subscrição de obrigações poderá beneficiar Hospital da Praia com 4 milhões de escudos por ano – BVC

Cidade da Praia, 24 Nov (Inforpress) – A Bolsa de Valores de Cabo Verde e o International Investment Bank lançaram hoje a Oferta Pública de Subscrição e Admissão à cotação das Obrigações, podendo beneficiar o Hospital Universitário Agostinho Neto com 4 milhões de escudos por ano.

E a partir de hoje até 27 de Dezembro de 2023, estará em subscrição a primeira emissão de Green Bonds no mercado de Cabo Verde, através de oferta pública, tendo como emitente o International Investment Bank (IIB).

Estas Informações foram avançadas pelo presidente da BVC na sessão especial de lançamento da Oferta Pública de Subscrição e Admissão à cotação na BVC das Obrigações designadas de “iib Renewable and Energy-Efficiency Green Bond Série E – 3,5% 2023/ 2026, destinado a investidores nacionais e estrangeiros, representativas de um empréstimo obrigacionista do International Investment Bank, S.A. no montante global inicial de 400.0000.000 CVE (quatrocentos milhões de escudos).

“A finalidade nobre desta operação merece destaque, sendo que existirá uma remuneração adicional de 0,5% ao ano sobre o montante total subscrito que será destinada ao maior Hospital de Cabo Verde, o Hospital Universitário Agostinho Neto”, salientou Miguel Monteiro.

“A título de exemplo, caso a subscrição atinja o montante global previsto para a operação, que é de 750 milhões de escudos (6,8 milhões de euros), o Hospital Universitário Agostinho Neto receberá cerca de 4 milhões de escudos por ano, o que perfaz cerca de 12 milhões de escudos até o final da maturidade da operação, que é de três (3) anos”, explicitou.

Esses fundos, vincou o presidente da BVC, serão direccionados para o financiamento de projectos voltados para a geração de energia renovável, eficiência energética, redução da poluição, gestão de águas e resíduos, contribuindo assim para que o Hospital Universitário Agostinho Neto seja mais sustentável e preste um serviço com “maior qualidade e segurança” aos cabo-verdianos.

Quanto aos benefícios fiscais, precisou, esta operação oferece uma taxa de imposto sobre o rendimento de apenas 5%, tendo destacado que, desde o Orçamento de Estado de 2023, os investidores emigrantes estão isentos do imposto sobre o rendimento, tornando as Green Bonds do IIB uma opção alternativa de investimento atractiva para a diáspora cabo-verdiana contribuir para o desenvolvimento sustentável do País.

As ordens de subscrição podem ser submetidas através da plataforma de negociações Blu-X (www.blu-x.cv) para aqueles que possuem uma conta, ou através do balcão dos bancos operadores de bolsa.

“Ao investir nas Green Bonds, os investidores terão retornos financeiros sólidos, mas também estarão contribuindo activamente para a construção de um futuro mais verde, sustentável e resiliente”, enfatizou Miguel Monteiro.

Nesta senda, reconheceu, igualmente, a importância crucial dos bancos operadores de BVC, que desempenham um “papel fundamental” ao receber as ordens de subscrição dos seus clientes, contribuindo assim para o sucesso desta operação.

Miguel Monteiro manifestou também a sua gratidão por esta cooperação com o International Investment Bank (IIB), indicando que tem contribuído de forma “clarividente” para um salto qualitativo no desenvolvimento do mercado de capitais cabo-verdiano.

TC/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos