OE para 2024 abarca os principais sectores do plano estratégico da diáspora cabo-verdiana- Jorge Santos (c/vídeo)

Cidade da Praia, 29 Out (Inforpress) – O ministro das Comunidades, Jorge Santos, assegurou hoje que o valor de 303.872 milhões de contos do Orçamento do Estado 2024 vai abarcar os principais sectores do plano estratégico e solucionar os problemas da conectividade da diáspora cabo-verdiana.

Em entrevista exclusiva à Inforpress, o governante avançou que diante da necessidade de fomentar e melhorar os investimentos e resolver os problemas de comunicação com a intensa diáspora que reside nos países de acolhimento, o orçamento enquadra os principais sectores como o Portal da Diáspora, avaliado em 28 mil contos e que será executado em 2024.

No rol dos programas selecionados pelo Governo, integra o mapeamento do perfil da diáspora cabo-verdiana com um orçamento global de 220 mil contos até 2024 e uma verba de um milhão de dólares, com o objectivo de identificar e caracterizar o perfil socioeconômico da comunidade e promover a integração no sistema nacional de estatísticas através do levantamento dos dados.

“Igualmente, este orçamento compõe de outro programa, que é a promoção da diplomacia das comunidades e também da cultura, com a instalação dos adidos das comunidades e das culturas nos países de acolhimento, avaliado em 28 mil contos”, adiantou, avançando, na mesma linha, o apoio ao movimento associativo para o empoderamento e promoção junto das comunidades.

Jorge Santos informou que a implementação do programa de empreendedorismo e da promoção do investimento da diáspora cabo-verdiana, avaliado em cerca de 60 mil contos, inclui estudos de ambiente do negócio das pessoas que têm interesse em investir no País, assim como a elaboração de um guia e manual do investidor.

“Esse orçamento, a origem do financiamento é que temos do tesouro nacional o montante financiado de 107 mil contos e também temos outras fontes de financiamento como a Organização Internacional das Migrações, com 68.500 mil contos e também do Banco Mundial, estimado em 128 mil contos”, esclareceu, afiançando que se trata de criar as condições para a plena integração das comunidades em todo território nacional.

Segundo o ministro das Comunidades, instalar e organizar o Conselho das Comunidades, instalar o Conselho Económico Social e Ambiental e o Observatório das Comunidades no exterior, constam também no programa, mencionado, de igual modo, a gala e o congresso dos quadros da diáspora cabo-verdiana.

O Orçamento do Estado para 2024 tem um valor exacto de 85.948.752.206 de escudos, e tem como principais pilares a busca pela estabilidade económica, a promoção de reformas e investimentos para criar empregos e o compromisso com a protecção dos mais vulneráveis, visando o desenvolvimento sustentável e a coesão social no país.

LT/JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos